O judo faz me sentir livre

@ JUDO Magazine | BILHETE POSTAL | A Voz aos mais Jovens | Carlota Freitas

Carlota Freitas 12 anos Vive no Estreito de Câmara de lobos e prática judo na Associação Cultural e Desportiva da Quinta Grande 

Éramos felizes e não sabíamos…
Antes disto tudo acontecer, fazíamos algumas actividades e aquela que mais gostei foi de fazer um piquenique com os meus amigos do judo. Foi muito divertido, brincámos muito corremos saltamos, jogámos às cartas, explorámos a natureza. Um dia que nunca esqueci. 

Dedicação total

E de repente apareceu um novo vírus e tivemos que abdicar dos nossos treinos e convívios. Eu fiquei super triste porque o judo faz-me sentir livre e é uma coisa a qual me dedico ao máximo.

Nada se compara com os treinos no tapete

Na quarentena treinei em casa e com isso consegui treinar as minhas técnicas, tendo mais facilidade em executá-las à direita e à esquerda, mas nada se compara aos treinos no tapete com os meus amigos judocas.
Felizmente a situação está voltando ao normal aos poucos, regressamos aos treinos mas com algumas restrições.

Agora fazemos judo e somos mais felizes.

© foto cedida por Carlota Freitas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *