REPORTAGEM | Gosto de ver as coisas pelo lado das oportunidades

@ JUDO Magazine | Reportagem de @ Matilde João | Marinha Grande

Clube de Judo da Marinha Grande envolve judocas na comemoração do Dia Internacional da Juventude

No mundo que conhecemos como planeta Terra, existem cerca de 1,8 mil milhões de jovens, que representam 28% da população mundial.

Podemos falar de números e há para todos os gostos, ou podemos falar das notícias que estão na ordem do dia, que nos convidam a viajar pelo mundo inteiro, com um denominador infeliz e comum.

Gosto de ver as coisas pelo lado das oportunidades, sem esquecer a realidade que nos bate à porta a cada minuto que passa.

Acautelar o futuro

Como jovem de 14 anos, acredito que temos um papel fundamental na vida do NOSSO planeta. É verdade que a minha experiência de vida ainda é pouca, quando comparada com um adulto, mas os jovens da minha idade correspondem à faixa etária mais atualizada sobre as notícias do mundo e temos nas nossas mãos a responsabilidade de acautelar o NOSSO futuro. Podemos ser as vítimas de decisões mal tomadas hoje, ou podemos ser agentes de mudança e mostrar que, ainda jovens, temos consciência que é necessário AGIR hoje, para ter um futuro!

As iniciativas são várias e as ideias mais ainda, pelo que nada melhor do que pensar, planear e por mãos à obra.

No dia em que se celebrou a juventude, a 12 de agosto, para destacar que mais de metade dos 1,8 mil milhões de jovens entre os 10 e os 24 anos, não tem as capacidades básicas de leitura ou raciocino matemático, ainda que possam frequentar a escola, é possível fazer algo em prol desta geração e do NOSSO planeta Terra.

Assim foi a ação promovida pelo Instituto Português do Desporto e Juventude, que sob o tema “Envolvimento jovem para a Ação Global”, se associou a várias entidades desportivas e municípios, em vários distritos portugueses, para envolver os jovens na limpeza de praias e sensibilização da sociedade.

No meu caso, o Judo Clube da Marinha Grande e a Câmara Municipal da Marinha Grande, contaram com a contribuição dos cerca de 40 jovens, que marcaram presença na Praia Velha. O grupo de participantes, que escolheram dizer SIM a esta chamada, em período de férias, foi dividido em dois. Coube a um dos grupos a tarefa de recolher a opinião das pessoas, que se encontravam na praia, sobre a saúde do planeta e as medidas que se podem aplicar nas escolas e/ou faculdades para sensibilizar os estudantes para a sustentabilidade ambiental, às quais foi entregue um pequeno brinde, como agradecimento pela sua participação

Ao outro grupo, foi atribuída a missão de recolher o lixo do areal, onde infelizmente, as beatas de cigarros e pedaços de plástico teimam em mostrar onde acabam os seus dias.

Fazer ouvir as nossas vozes

Recolhemos 4 sacos de lixo de um areal extenso, num curto espaço de tempo e percebemos como algumas das pessoas se sentem em relação à saúde ambiental. Cabe-nos a nós, jovens, fazer ouvir as nossas vozes, defender o nosso envolvimento para ultrapassar os desafios que todos nós enfrentamos e deixar o NOSSO contributo para uma causa global.

Afinal ser jovem, praticante de Judo, onde o respeito é um valor a seguir, mostra que mesmo os números mais pequenos podem ter um impacto grande e positivo num mundo que é de todos.

@Matilde João, 13/08/2020

Link Youtube. Link Facebook Fotos 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *