FPJ |Orientação para reinício das competições de judo

JM | 18 setembro 2020 | Com Catarina Rodrigues – Diretora de Atividades da FPJ| A Federação Portuguesa de Judo indo ao encontro da evolução da pandemia de COVID-19 e das orientações das autoridades divulgou orientações precisas para a retoma competitiva.

“Devido à situação de Pandemia que se vive em Portugal é necessário ser prudente e adotar medidas de contingência para retoma das competições de judo.

Assim, a Federação Portuguesa de Judo, de acordo com as Orientações da Direção Geral de Saúde, divulga um conjunto de medidas a adotar na retoma competitiva.

Normas para Competições de Judo a partir de setembro de 2020.

Normas Gerais

Seguir as recomendações gerais da Organização Mundial da Saúde (OMS) e Direção Geral da Saúde (DGS), designadamente a Orientação n.º 036/2020 de 25/08/2020, atualizada em 04/09/2020, assunto “Covid-19: Desporto e Competições Desportivas”:

  • ·         Lave as mãos regularmente.
  • ·         Mantenha pelo menos 2 metros entre pessoas.
  • ·         Evite tocar nos olhos, nariz e boca.

Certifique-se que cobre a boca e nariz com o cotovelo dobrado ou lenço quando tossir ou espirrar. Em seguida, deite o lenço usado imediatamente no lixo e lave as mãos.

Fique em casa em isolamento mesmo com sintomas menores, como tosse, dor de cabeça, febre leve.

Espetadores

A presença de público nas competições desportivas é determinada pela legislação em vigor, de acordo com parecer técnico da Direção Geral da Saúde, sustentado na evolução da situação epidemiológica.

Instalação Desportiva

Elaborar e implementar plano de contingência próprio para a COVID-19 (entidade gestora do espaço onde decorra a competição).

Criar circuitos de circulação com uma entrada e uma saída, de forma a evitar cruzamento e mantendo distanciamento social (distanciamento físico mínimo de pelo menos dois metros entre pessoas em contexto de não realização de exercício físico e desporto).

Deve ser providenciada a colocação de dispensadores de SABA, junto às receções, entradas e saídas dos espaços de prática de desporto e outros locais estratégicos, de fácil acesso.

Evite filas em qualquer lugar (entrada, bares, lojas …)

A alimentação deve ser fornecida de acordo com os princípios do distanciamento social.

Os pagamentos devem ser feitos sem dinheiro tanto quanto possível.

Atletas, Treinadores e Organização

Todo o agente desportivo envolvido no evento deve apresentar o termo de responsabilidade anexo a este Protocolo devidamente preenchido e assinado.

Todo os atletas inscritos no evento devem fazer prova de um teste SARS-CoV-2 molecular-biológico negativo (CPR). Teste não deve ter mais de 48 horas- do momento das pesagens 

Qualquer declaração ou falsificação de documento é suscetível de procedimento disciplinar e/ou participação às autoridades administrativas ou judiciais competentes.

O uso de máscara é obrigatório para todos os participantes. Exceções: atletas no tatami durante a competição. A utilização de máscaras pelos atletas no aquecimento, fica ao critério de cada atleta. 

Todos os participantes devem manter uma distância de 2 metros em todos os momentos, exceto para os competidores durante os combates e o aquecimento quando haja necessidade de contacto físico.

O aquecimento com contacto físico deve ser feito preferencialmente com UM ÚNICO PARCEIRO, e deve estar circunscrito, salvo situações excecionais, a atletas do mesmo clube.

Zonas Desportiva

Zona de aquecimento, balneários devem ser limpos com água e sabão regularmente. Nos balneários deve haver água, sabonete e papel.

Os balneários devem ser suficientemente grandes para garantir, o distanciamento social. Isso significa que todos devem poder se distanciar pelo menos a 2m.

A zona de espera para os judocas após o controle do judogi deve ser grande o suficiente para garantir uma distância social de 2m com os judocas do combate anterior e do seguinte.

Os elementos do staff da zona de controlo e zona de espera, devem usar máscara, higienizar as mãos e utensílios com frequência.

A área de aquecimento deve ser tão grande como possível. Deve ser possível utilizar área principal para o aquecimento matinal. O Programa da prova deve tentar, sempre que possível, que os atletas não tenham que efetuar o aquecimento todos na mesma mancha horária.

Se um membro de uma delegação não se sente bem e mostra sintomas de COVID-19 deve ser isolado e a “Equipe de Prevenção Covid-19” deve ser informada imediatamente.

Etapas adicionais, como testes, etc. devem ser organizadas por esta equipa em colaboração com autoridades de saúde locais de acordo com os regulamentos da DGS.

A cerimónia de entrega de medalha deve decorrer sem contato, privilegiando-se o uso de ritsu-rei (saudação de pé).

Todos os locais devem ser ventilados.

Pesagens

Deve-se tentar alargar o tempo de pesagem, usando horários para cada categoria.

As balanças devem ser desinfetadas depois de cada atleta subir para a balança, usando desinfetantes fornecidos pela organização.

Todos os atletas, árbitros e staff envolvidos nas pesagens devem usar máscaras.

Arbitragem

O árbitro deve tentar manter distância tanto quanto possível e nunca deve tocar os judocas, exceto em situações excecionais de arbitragem (nomeadamente, situações de Sonomama e Yoshi) ou limitar esse contacto ao mínimo possível no caso das competições paralímpicas, relativamente aos judocas B1. 

O árbitro deve usar máscara mesmo em situação de arbitragem.

Sorteio

Se a sala for ventilada e suficientemente grande, permitindo 2 m distância entre todos os participantes, o sorteio pode ser realizado de forma presencial. De outra forma, o sorteio deve ser realizado com o formato virtual.

Alimentação

Catering (participantes, funcionários, VIP, …) de acordo com as regras de distanciamento social.

As refeições devem ser servidas individualmente ou embaladas, não em estilo buffet”.

Fonte FPJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *