TÓQUIO 2020 | Estado de emergência em Tóquio não afetará os Jogos Olímpicos

JUDO MAGAZINE | 9 de janeiro 2021 | Tóquio 2020

Apesar do estado de emergência ter sido decretado em Tóquio e noutras três prefeituras vizinhas, Kanagawa, Saitama e Chiba, as autoridades japonesas não estão alarmadas com a mais recente evolução da pandemia de COVID-19.

A agenda dos Jogos Olímpicos, que têm início em finais de julho do corrente ano, não será minimamente afetada se atendermos às declarações do Primeiro Ministro Yoshihide Suga no anúncio das medidas de restrição que permanecerão, até pelo menos, 7 de fevereiro. O estado de exceção que já se encontra em vigor surge depois de terem sido relatados 2392 novos casos de infeção por coronavírus e, na véspera, 2447.

Academias, lojas de centros comerciais e locais de entretenimento ficarão sujeitos a horários limitados, mas as escolas permanecerão abertas.

Embaixada em Lisboa em sintonia

Por sua vez a Embaixada do Japão em Lisboa, contactada pela JUDO Magazine, assegurou que a programação se encontra estabilizada e clarificou a situação nos seguintes termos “já foram definidas a agenda da cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos para o dia 23 de julho deste ano, tal como a das competições programadas e os respetivos locais onde se irão realizar os jogos, todos os intervenientes estão a trabalhar agora para fazer desta Olimpíada um grande sucesso“. A este sinal de confiança e de profunda convicção sobre a realização dos Jogos no período e nas condições definidas pelo Comité Olímpico Internacional e pelo Governo Japonês, a Embaixada nipónica adianta que “Em relação às medidas contra a infeção por Covid-19, foram realizados debates a nível nacional, bem como no âmbito das reuniões do Município de Tóquio e do Comité de Organização dos Jogos Olímpicos/Paralímpicos, tendo sido formuladas diretrizes intercalares em Dezembro do ano passado, cujas medidas irão ser implementadas rigorosamente“.

Entretanto, segundo o Inside the Games a agência de notícias japonesa Kyodo informou que Osaka e as prefeituras de Kyoto e Hyogo também solicitaram ser colocadas em estado de emergência. Um pedido oficial teria sido feito a Yasutoshi Nishimura, o ministro responsável pela resposta do governo à pandemia do coronavírus.

O número de casos diários relatados no Japão aumentou para cerca de 7.900, enquanto o número diário de mortes também atingiu um recorde de 78.

As últimas restrições aparentam ser mais brandas do que as impostas pelo anterior Primeiro-Ministro Abe quando declarou estado de emergência em resposta à pandemia em 7 de abril do ano passado – duas semanas após os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio 2020 terem sido adiados para 2021.

Suga dá garantias


Num discurso no início de 2021, Suga prometeu realizar uma Olimpíada “segura e com garantias” em 2021, apesar da crescente preocupação com a taxa de infecção. O presidente do Comité Olímpico Internacional, Thomas Bach, também insistiu que Tóquio 2020 seguirá em frente na base da reprogramação efetuada para este ano.

As Olimpíadas de Tóquio 2020 estão programadas para ocorrer de 23 de julho a 8 de agosto, com as Paraolimpíadas a terem início em 24 de agosto e a terminar em 5 de setembro.

Fonte Embaixada do Japão em Lisboa e Inside theGames | Foto destaque © Getty Images

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *