AGENDA | O fazer, torna-se o primeiro passo do aprender. Não vamos parar!

JUDO MAGAZINE | 27 de janeiro 2021 | Agenda | 4Judo

Já o tínhamos afirmado quando noticiámos outras iniciativas nomeadamente o Open Judo Championship organizado recentemente pela Associação Distrital de Judo do Algarve. Os clubes de judo não ficam de braços cruzados face à adversidade.

Passar do treino com uchi-komi ao Quizz com perguntas sobre a modalidade pode surgir como uma tarefa do outro mundo e pouco evidente à primeira vista. Mas para quem orienta grupos de atletas e pretende em primeiro lugar colocá-los em ação, a dificuldade é apenas aparente e o fazer é, nesta situação extrema de pandemia, o primeiro passo do aprender.

Testar os conhecimentos

A iniciativa da 4Judo que se realiza já no próximo dia 30 de janeiro revela de forma clara a flexibilidade que os treinadores de judo, nos diversos territórios, demonstram no seu dia-a-dia.

Nuno Vieira adiantou-nos que o evento “vai ser devido em 2 faixas etárias, dos 6 aos 12 anos e +de 12 anos. O objetivo consiste em testar os conhecimentos sobre o Judo, nas componentes técnica e histórica a nível mundial e nacional

O treinador aveirense clarificou que a prova “é composta por 12 questões. Os 3 primeiros classificados serão premiados.Tudo concretizado através da plataforma Zoom em articulação com a plataforma Kahoot. A inscrição é gratuita. Nesta fase inicial e experimental estamos a organizar a atividade com os nossos judocas e alguns clubes convidados. Se tudo correr bem iremos organizar um outro evento com maior abrangência“.

Envolver os judocas

Nesta situação atípica para o judo,  para além  das nossas aulas online, temos de ser criativos e envolver ao máximo os nossos judocas nas atividades, para que não percam o vínculo com a modalidade.
Para além desta ações  temos promovido concursos, nomeadamente sobre a construção do Uke, cuja a votação está a decorrer até ao dia 30 de janeiro na nossa página do Facebook
” adiantou-nos Nuno Vieira que não desiste de envolver os atletas e os seus familiares em iniciativas que são transitórias mas que revelam o valor de uma modalidade, para as famílias, que sabem que podem confiar nos técnicos e nos clubes de judo também nas situações difíceis. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *