INTERNACIONAL | O onze de Tiblissi

JUDO MAGAZINE | 22 de março 2021 | INTERNACIONAL | Grand Slam de Tbilisi

Tendencialmente as capitais de países com uma costa significativa instalam-se junto ao mar e olham para o interior do país com alguma reserva. Não é o caso da Geórgia que tem Tiblissi na sua parte oriental sendo apenas hospedeira do rio Cura que a divide de lés a lés.

Vai ser na capital georgiana que o Grand Slam vai ter lugar já no próximo fim-de-semana e na sexta-feira dia 26, que constituirá a jornada de abertura. Será pois nos dias 26, 27 e 28 de março que a competição da responsabilidade da FIJ oferecerá aos 513 competidores de 83 países a possibilidade de pontuarem para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 e engrossarem as suas referências no passaporte para a capital nipónica.

As grandes armadas, ou seja, as seleções com um elevado número de atletas a representar os respetivos países nesta prova, que conta com uma participação dos 5 continentes, são o anfitrião com 36 atletas, a Alemanha com 24, a Rússia com 22, a Grand- Bretanha com 20. Países como França, Israel, Canada, Mongólia, Cazaquistão e Brasil também apostam forte na prova mas com uma comitiva mais reduzida.

Portugal estará presente com onze atletas combinando competidores com experiência e palmarés de nível mundial com competidores em ascensão e com elevado potencial.

As seleções divulgadas pela FPJ são as seguintes:

1 thought on “INTERNACIONAL | O onze de Tiblissi

  1. Viva.
    Pessoalmente, não apreciei a alusão do número de atletas selecionados da nossa modalidade, com o desporto que menos comparações pode ter com o judo ( por razões que nem preciso de explicar).
    De resto, continuação de bom trabalho.
    Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *