Sinto uma grande alegria!

JUDO MAGAZINE | European Open de Zagreb

Depois de conquistar a medalha de bronze e de subir ao pódio em Zagreb Wilsa Gomes confessou que sentia uma grande alegria pela posição atingida na categoria de peso de -57kg. Falámos com ela do resultado e a atleta clarificou que a alegria pela medalha não a levava a esquecer que em termos de resultados o ouro era uma meta possível.

“Sei que conseguia ir mais além” adiantou mostrando alguma deceção no meio da festa. Recorde-se que o percurso realizado por Wilma foi marcado por algumas tensões com a arbitragem e que no próprio combate de disputa do 3º lugar verificaram-se algumas situações ambíguas que a atleta fez questão de sinalizar.

Bronzes e prata

O bronze de Wilma Gomes e de João Fernando foram muito valorizados mas importa dar nota que Joana Diogo conquistou a prata em -52kg e que realizou um percurso de grande regularidade. Ultrapassou Hayun de Israel e Asvesta de Chipre e teve que vencer a espanhola Marina Castello Diez para chegar à final e enfrentar a segunda espanhola da categoria de peso: Isaskun Ballesteros.

Joana regular

Os restantes atletas portugueses que competiram nesta primeira jornada tiveram desempenhos intensos e combativos mas não conseguiram ultrapassar a fase das eliminatórias ou até o primeiro combate. Foi o caso de Raquel Brito que não ultrapassou a experiente atleta belga Ellen Salens e de Teresa Santos que perdeu o seu primeiro combate contra Ballesteros, precisamente a espanhola que acabaria por vencer Joana Diogo na final. Marandian da Ucrânia bloqueou a passagem a André Diogo que ficou pelo caminho logo no primeiro embate.

Foto © FIJ Tino Maric

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *