Depois de Warwick, Tóquio para Djibrilo

TÓQUIO 2020 | Jogos Paralímpicos

O Grand Prix de Warwick, em Inglaterra, foi a última prova a qualificar para os Jogos Paralímpicos de Tóquio. Djibrilo Iafa, a quem a prova nas terras de Sua Majestade não correu como ele desejava, acabou por ver confirmada a sua qualificação para os Jogos.

“Mantive a 2ª posição no ranking dos judocas “B1” (cegos totais) e a 15ª posição no ranking geral, confirmando assim a minha qualificação para os Jogos, onde competirei, se tudo correr como esperado, no final de agosto” adiantou-nos o atleta do Clube Judo Total que representará Portugal na sua categoria de peso (’73kg) em Tóquio.

“Para os Jogos Paralímpicos apuram-se os três primeiros judocas do ranking com classificação visual “B1” que se classifiquem nas vinte primeiras posições do ranking geral (que inclui atletas com a classificação visual de “B1”, “B2” e “B3”, sendo estas duas últimas classificações referentes a atletas de baixa visão)” esclareceu Djibrilo no seu regresso de Warwick.

Warwick, a última oportunidade

Portugal esteve representado nesta prova pelo Miguel Vieira nos -66kg e por Djibrilo Iafa nos -73kg. Eram os dois atletas com possibilidade de qualificação para os Jogos.

“Desta vez, a prova não me correu muito bem, contraí uma pequena lesão no ombro e não me classifiquei” adiantou Djibrilo um pouco dececionado com os resultados do torneio mas satisfeito com a qualificação para Tóquio.

Comitiva portuguesa para Warwick

“Foi muito importante para esta minha qualificação todo o apoio que recebi do Comité Paralímpico de Portugal, do Centro de Alto Rendimento do Jamor e seus colaboradores. Agradeço em particular à FPJ e ao seu Presidente, que me convocou sempre para os estágios federativos com os meus colegas da seleção olímpica que tanto me acarinharam e motivaram, e financiou a minha participação em todas as provas a qualificar para os Jogos independentemente da sua localização geográfica.

Os meus Mestres Fernando Seabra e Jerónimo Ferreira, e respetivos familiares, assim como a minha preparadora deste ciclo desportivo, Vanessa Costa, merecem um agradecimento muito especial em todo este meu percurso. Foram cruciais no meu crescimento pessoal e como atleta e a eles lhes devo grande parte do meu sucesso. Um grande obrigado a todos eles!

Deixo também um agradecimento muito especial para todos os companheiros (desde a camada mais antiga até aos atletas mais jovens) do meu clube “Judo Total” que sempre me ajudaram e apoiaram incondicionalmente ao longo deste percurso” aproveitou para agradecer Djibrilo, num momento particularmente importante da sua carerira desportiva.

Imagens de Warwick

IBSA – Grand Prix de Warwick

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *