É um orgulho enorme vê-la com quase 40 anos ao mais alto nível

OS JOGOS NO DIA-A-DIA | Joana Ramos -52kg

João Pinto Rodrigues é treinador do Sporting Clube de Portugal e conhece a Joana Ramos melhor que ninguém. O seu comentário ao combate de Tóquio 2020, que teve um desfecho desfavorável à atleta da seleção nacional, é clarificador e simultaneamente justamente valorizador de uma carreira desportiva única no judo nacional.


A Joana ranking número 18 combateu com a atleta Delgado número 20.

A última vez que lutaram já no ciclo olímpico Rio 2016 a Joana tinha ganho, no entanto como todos sabemos não há vitórias garantidas, aliás como observamos no combate anterior onde a Húngara ganhou à campeã Olímpica.

Em relação ao combate, a Joana teve sempre muita dificuldade em ter a pega para a sua técnica favorita, o Makikomi. A atleta americana fisicamente apresentou-se bastante bem e com ritmo embora sem ter um domínio muito grande. Sabíamos que as suas técnicas que mais marcam são o o soto gari e o uchi gari, técnicas que ela teria que ter as duas pegas, o que seria bom para a Joana que também faz o Makikomi com as duas. Contudo a atleta americana manteve sempre a distância e atacou a uma pega.

No final do combate e início do Golden Score a Joana teve algum ascendente quando conseguiu colocar pressão e castigar a adversária por duas vezes mas numa disputa de pega a americana entrou num sode taurukomi Komi goshi (tecnica de anca) e consegui o ippon.

É frustrante perder no primeiro combate quando se está a treinar 5 anos para uma prova destas e ninguém mais do que a Joana o deve estar a sentir. Contudo é um orgulho enorme vê la com quase 40 anos ao mais alto nível e embora os Jogos Olímpicos não tenham sido aquela prova onde a Joana esteve perto das medalhas, em nada abala a sua linda carreira desportiva.

É uma inspiração para todos na forma como ganha mas também como aceita as derrotas e por isso está e ficará para sempre na história do Judo Nacional.como uma das melhores de sempre.

Imagem de destaque EUROSPORT

João Pinto Rodriges

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *