No Nippon Kodokan serão os sétimos Jogos para Tenório

JOGOS PARALÍMPICOS | Tóquio 2020

Na primeira jornada do judo nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 registaram-se emoções fortes no Nippon Budokan e amanhã ninguém espera que o ambiente competitivo venha a diminuir, antes pelo contrário. O Azerbaijão conquistou duas medalhas de ouro, enquanto que a Argélia e o Uzbequistão repartiram entre eles as duas restantes.

Vai ser no terceiro dia da prova, domingo 29 de agosto, que o brasileiro Antonio Tenorio da Silva vai tentar conquistar uma medalha naqueles que serão os seus sétimos Jogos Paralímpicos consecutivos, na categoria de -100kg.

Tenório é o judoca paralímpico mais medalhado de sempre com quatro medalhas de ouro, uma de prata e uma de bronze.

Conquistou quatro medalhas de ouro paralímpicas consecutivas de Atlanta 1996 a Pequim 2008, mas nos últimos dois Jogos, Londres 2012 e Rio 2016. não conseguiu subir ao primeiro lugar do pódio.

Importa sinalizar que Tenório, com 50 anos, lutou contra o COVID-19 no início deste ano, o que o levou a ser hospitalizado durante 18 dias.

Entretanto amanhã, em -73kg Djibrilo Iafa vai realizar o seu primeiro combate contra o georgiano Giogi Kaldani.

Kodokan – Dojo principal © foto Jorge Fernandes

Foto de destaque © Jorge Fernandes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *