E porque não aprender a fazer Sushi no Dojo? Claro que sim!

VIDA DOS CLUBES | 4judo Project

por Bianca Sousa | Editado CR-JM

Sábado, 8h30. A nossa rotina habitual com aulas durante toda a manhã. Com o aproximar da hora a ansiedade começa a aumentar, Sachiko deve estar a chegar.

Está a demorar mais que a hora programada! O que terá acontecido?!

Enquanto aguardávamos pela sua chegada, continuávamos em cima do tapete na partilha de gestos técnicos, dúvidas e curiosidades sobre o judo. Mesmo com o estômago colado nas costas de tanta fome, a boa disposição continua. Finalmente Sachiko entra no nosso Dojo de sorriso estampado no rosto.

A mensagem de Sachiko

De braços cheios de sacos, junto com o Mestre Carlos Ramos e Teresa que vieram em comitiva, Sachiko vinha preparadíssima, recheada de compras e de boa disposição para o nosso almoço.

Estávamos um pouco tímidos, mas Sachiko logo orientou a situação e dispensou apresentações. Fez questão de nos reunir e no meio da sua apresentação deixou-nos uma mensagem muito importante.

Para além de dizer quem era e o que iríamos fazer naquele dia, lembrou-nos que a vida é muito curta e que deveríamos aproveitá-la bem. Viver sempre pelo melhor, seguindo os valores que regem o judo.

Infelizmente esta altura pandémica retirou-nos muito tempo, retirou o conforto do abraço que muitas vezes procuramos e necessitamos. Os laços que o Judo fortalece dentro do tapete jamais se rompem e são levados para qualquer lado.

E porque não aprender a fazer Sushi no Dojo? Claro que sim!

Aqui vamos nós!

E assim começou a nossa aventura

Desde a confecção do arroz, à preparação dos alimentos, enrolar, todos nós, sem exceção, fizemos Sushi. Mesmo os mais novos. Incrível! Alguns de nós de fato não somos muito apreciadores de Sushi, mas a verdade é que todos comemos que nos fartámos. Tivemos a liberdade de comer o que confeccionámos, pudemos escolher os ingredientes do no nosso Sushi e demos asas à imaginação.

Partilhámos uns com os outros diferentes escolhas e combinações e, claro, havia sempre alguém que adorava provar vezes sem conta!

Ao longo da tarde fizemos muito Sushi, comemos muito, conversámos ainda mais e aprendemos uns com os outros. A partilha foi constante, Sachiko sempre atenta às facas para não cortarmos os dedos, dizia “cuidado com os dedos” e de seguida relembrava a importância de limpar a faca sempre que cortávamos o Sushi.

No final, como não podia deixar de ser, todos ajudaram na higiene do espaço, inclusive Sachiko e nada de desperdícios!

Cultura japonesa no dojo

A sua visita foi uma partilha gastronómica da cultura japonesa, dentro do nosso Dojo, numa enorme infusão de afetos que aconteceram através do judo, o caminho da suavidade e de um dos nossos princípios “Jita Kyoei” o Princípio da Prosperidade e Benefícios Mútuos. Foi muito enriquecedor o que Sachiko Kobayashi nos proporcionou.

Passados meses de larga espera, demarcados pela dramática pandemia, Sachiko cumpriu a sua promessa, sem que houvesse muito tempo para processarmos a grandeza do que estava para a acontecer. Decidiu visitar o nosso Dojo em Esgueira e presentear-nos com um almoço e workshop de Sushi.

Em nome da 4JUDO PROJECT, o nosso agradecimento à Sachiko Kobayashi, ao Mestre Carlos Ramos e à Teresa.

P.S. Sabem porque razão Sachiko demorou mais que o programado?! A escolha do peixe para o Sushi foi muito complexa. Sachiko, quis garantir que compraria o peixe mais fresco para o nosso almoço. A exigência da qualidade do peixe para o Sushi, segundo Sachiko, tem de ser de topo, contam os testemunhos!

Bianca Sousa

Na instituição onde pratico judo e dou aulas em colaboração com o coordenador e treinador principal, Nuno Vieira, a 4Judo Project, temos o prazer de trabalhar com judocas desde o pré-escolar aos veteranos. Promovemos o desenvolvimento físico e intelectual, os valores, os princípios e fundamentos do judo com afinco e criamos fortes laços dentro e fora do Dojo. Somos de fato uma verdadeira família do judo.

O grupo em Esgueira . 4judo Project

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *