Portugal com judogi de ouro

MUNDIAL DE VETERANOS | Lisboa 2021

A primeira jornada do Campeonato do Mundo de Veteranos a decorrer em Lisboa foi intensamente portugalizada. O Secretário de Estado da Juventude e Desporto João Paulo Rebelo, com a sua presença e mensagem dirigida aos participantes, deu o mote institucional ao evento. Jorge Fernandes, Presidente da Federação Portuguesa de Judo, esteve no centro dos acontecimentos confirmando a sua capacidade de liderança nas situações particularmente desafiantes. Sete portugueses subiram ao pódio. A Portuguesa fez-se ouvir por três vezes no Estádio Universitário. Carlos Ramos comentou para o mundo os combates e o ambiente que se vive no Pavilhão nº1 do Estádio Universitário. Portugal com judogi de ouro.

João Paulo Rebelo recebeu das mãos de Lisa Allan, diretora de eventos desportivos da Federação Internacional de Judo, a Placa de Ouro da FIJ e não deixou escapar a ocasião para destacar a importância destes Campeonatos do Mundo de Veteranos para o país e para a cidade de Lisboa “o governo português está muito orgulhoso que os Campeonatos do Mundo de Veteranos e Kata se realizem no campus da Universidade de Lisboa. Não tenho dúvidas que estes eventos, com o empenho da Câmara Municipal de Lisboa e com o trabalho árduo da Federação Portuguesa de Judo, vai ser um grande sucesso. Portugal é reconhecido como um país excepcional na organização de eventos desportivos e este campeonato vai contribuir para o sucesso da Federação Internacional de Judo em 2021. Desejo boa sorte a todos e boas-vindas a Lisboa e a Portugal”, declarou o governante numa pequena cerimónia antes da entrega de medalhas no pódio.

Medalhados da primeira jornada

Jorge Fernandes pragmático

Por sua vez Jorge Fernandes, Presidente da FPJ, relembrou que o tempo para organizar esta prova não foi muito já que o contrato com a FIJ para a sua realização foi assinado em Budapeste por ocasião dos Campeonatos do Mundo, antes dos Jogos Olímpicos de Tóquio, mas foi o suficiente para se instalar im dispositivo de qualidade e de garantir o bom funcionamento da prova de veteranos e também de katas. Apesar da estimativa ter sido de uma participação na ordem dos 600 atletas, os 400 presentes asseguram uma boa consistência ao evento que, importa relembrar, ainda está a ser afetado pelas contingências da pandemia.

Abraços e sorrisos

No plano desportivo, quer a nível global, quer em termos nacionais a prova decorre com uma boa dinâmica e como comentou Carlos Ramos no Direto que acompanha a prova aconteceram “bons combates e excelentes ippons”.

Mas podemos afirmar que o grande vencedor desta jornada foram os abraços entre judocas amigos de todas as partes do mundo e claro, os grandes sorrisos espelhados nas caras de todos aqueles que celebram um regresso , apesar de ainda condicionado, ao convívio desportivo.

Fotos ©IJF

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *