Judo adaptado ganha élan em terras escalabitanas

JUDO INCLUSIVO | ADJ Santarém

Há muito que Fernando Barbosa, dirigente da Associação de Judo do Distrito de Santarém e do clube do Entroncamento 1º de outubro de 1911, tinha na sua carteira de projetos uma maior disseminação do judo adaptado no distrito.

Mas as iniciativas mais importantes e mais exigentes, sobretudo aquelas que envolvem pessoas ou grupos que não têm a visibilidade instituída pelos padrões da dita “normalidade social”, são as mais difíceis a concretizar. Mas quando arrancam, e ganham corpo, tornam-se motivo de grande satisfação.

“Com o Filipe Lopes, o Diretor Técnico distrital, envolvemos 7 centros de recuperação em várias localidades entre as quais Ourém Tomar, Ferreira do Zêzere, Entroncamento e associações como a APPCDM e avançámos para este projeto que contou com apoios externos nomeadamente de empresas” adiantou-nos o Presidente do clube entroncamentense que apontou como a tarefa urgente a realizar a formação dos técnicos, para que seja assegurada uma qualidade indiscutível no apoio aos novos judocas portadores de deficiência..

Protocolo

Por sua vez a associação distrital de judo de Santarém (ADJS) prestou uma informação precisa sobre a assinatura do protocolo que ocorreu esta tarde no Convento do Carlos em Torres Novas, nos seguintes termos:

“AJDS celebra protocolo com 7 instituições de solidariedade social para a prática do Judo AdaptadoA Associação de Judo do Distrito de Santarém (AJDS) celebrou um protocolo de colaboração com 7 instituições de solidariedade social, no dia 8 de dezembro, na sala de conferências do Convento do Carmo (Torres Novas).

Este momento contou com a presença de Elvira Sequeira, Vereadora da Câmara Municipal de Torres Novas.Este protocolo visa possibilitar a prática de Judo Adaptado aos utentes das instituições protocoladas: CRIT, APPACDM, CRIO, CIRE, CERE e CRIFZ.O Judo Adaptado é uma das valências promovidas pela AJDS desde há alguns anos. Tem como principal objetivo a inclusão e a criação de igualdade de oportunidades, através da promoção da prática de judo para pessoas portadoras de deficiência.Para esta atividade, a AJDS conta com o patrocínio do empresário Mapril Batista, da empresa Ambulaces Dauphis (Paris, França) que ofereceu 80 tapetes para a prática”.

Fotos © AJDS

Please follow and like us:
fb-share-icon

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *