AÇORES| Mantivemos a chama da esperança

BALANÇO 2021 | Associação de Judo do Arquipélago dos Açores

JITA KYOEI – PROSPERIDADE E BENEFÍCIOS MÚTUOS 

por Bruno França

A expressão que me ocorre para descrever o ano de 2021 é JITA KYOEI, esta expressão que, segundo o fundador da modalidade, é o objetivo final da prática do Judo

Na verdade JIGORO KANO criou dois princípios para nortear a prática do judoca. Um para a prática desportiva e outro para ser aplicado nos diversos aspectos da vida: Seiryoku zenyo e Jita kyoei.

O primeiro prende-se com o uso da nossa energia de modo mais eficiente (máxima eficácia com menor esforço), evitando desperdícios ou esforços desnecessários; o que leva ao segundo, que remete para os benefícios que possam ser obtidos e para as ações que possam ser realizadas que devem sempre ter em mente a sociedade como um todo (e não nós mesmos). Esta abordagem fomenta uma sociedade melhor, o que acabará, em termos finais, por nos beneficiar, a nós próprios.

Foi neste mote que durante o ano de 2021, norteámos as nossas ações. Primeiro, porque tivemos sempre a expectativa que a situação pandémica mundial melhorasse e, em segundo lugar, porque agimos para minimizar os efeitos negativos que esta mesma pandemia estava a causar.

Planeámos atividades, tivemos que as reajustar inúmeras vezes e fomos sempre tentando, com a ajuda de todos os agentes da família judoca, manter a chama da esperança. Foi assim, com ações de solidariedade, eventos desportivos online e presenciais, de formação e de competição, que no nosso entender se justifique a escolha desta expressão JITA KYOEI

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é bf-imagem.jpg
Bruno França, Presidente da Direção da AJAA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.