Angra medalha outras formas de heroísmo

O Pavilhão Multiusos do estádio João Paulo II, na cidade de Angra do Heroísmo, na Ilha Terceira, foi no passado fim-de-semana palco dos Campeonatos Regionais de Cadetes e de Juniores 2022. A competição contou com a participação de judocas femininos e masculinos em representação de seis clubes do Região Autónoma dos Açores.

por José Maria Bettencourt Araújo, Açores

A organização foi da responsabilidade da Associação de Judo do Arquipélago dos Açores que implementou um Plano de Contingência em conformidade com as normas em vigor, emanadas da Autoridade Regional de Saúde. As competições decorreram em “bolha”, isto é, após o teste negativo à Covid 19, tendo entrado na área do recinto desportivo destinada aos competidores e demais intervenientes no processo competitivo (árbitros e restante staff de apoio à prova), não se podia sair.

Apesar da Federação Portuguesa de Judo ter determinado a dispensa de realização dos zonais que apuravam os atletas para os nacionais, a AJAA aproveitando uma “brecha” no Calendário Nacional e Regional realizou e bem os referidos campeonatos. Foi uma forma de proporcionar um momento de competição neste deserto de provas de judo a nível dos escalões de formação.

A pandemia a causar mossa

Pese embora ainda haja uma franja da população receosa, relativamente ao Virus Sars Cov 2, faz todo o sentido a procura da normalidade por via deste tipo de eventos. Os níveis de vacinação assim o ditam. Infelizmente mantêm-se as desistências, apesar dos cuidados que continuam a ser tidos por parte das organizações. A participação aquém das expectativas, em termos quantitativos e qualitativos, encontra a sua explicação, em muitos casos, na desistências da prática desportiva que ocorrereu ao longo da pandemia. As performances dos atletas estão a ser penalizadas por todo este cenário.

Medalhados no CRJuniores 2022

Foi pois num contexto de transição da pandemia para endemia, que os judocas açorianos disputaram o título de Campeão Regional 2022 nas várias categorias de peso dos respetivos escalões etários. Os que almejaram o referido título terão participação assegurada nos Campeonatos Nacionais. Outros poderão fazê-lo a expensas próprias uma vez que estes campeonatos serão abertos, ou seja, não passam por um apuramento.

Respeito e desportivismo

A prova decorreu num ambiente descontraído, sem casos. Com os vários competidores em busca do melhor resultado possível. O respeito e o desportivismo que caracterizam a modalidade fez-se presente.

Medalhas atribuídas, por escalão etário, aos atletas dos vários clubes em prova.

CadetesCJAHJLagJCSJCJRGJCPDJCRG
1º lug.110104
2º lug.101020
3º lug.00002

Numa análise aos resultados do CRCadetes 2022 ressalta à vista o domínio do JCRG e o equilíbrio entre os demais como atestam as grelhas com a distribuição de medalhas.

JunioresCJAHJLagJCSJCJRGJCPDJCRGJCSC
1º lug.1221110
2º lug.1100121
3º lug.1100410

Nos Juniores não há evidência de supremacia de um clube sobre os demais. Nota-se sim algum equilíbrio. Com todos os clubes a arrecadar pelo menos uma medalha.

Participaram na prova os seguintes clubes:Judo Clube de São Jorge, do Clube de Judo de Angra do Heroísmo, do Judo Clube Ramo Grande, do Judo Clube da Lagoa, do Clube de Judo da Ribeira Grande e do Judo Clube de Ponta Delgada.

José Maria Bettencourt Araújo | Açores

Fotos JMB Araújo | Editado CR-JM

Please follow and like us:
error
fb-share-icon

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.