Patrícia Sampaio disputa bronze em Tel Aviv

INTERNACIONAL | Grand Slam de Tel Aviv 2022

Depois de ultrapassar Madeleine Malonga de forma imperial a judoca tomarense deixou-se surpreender pela alemã Aline Boehm que, através de uma imobilização inesperada e eficaz, a remeteu para a repescagem. No combate para decidir a participação na disputa da medalha de bronze Patrícia renovou o seu sentido de vitória e derrotou a ucraniana Anastasiya Turchyn por ippon.

A adversária que se segue é a italiana Giorgia Stangherlin que foi afastada da final pela polaca Beata Pacut que por sua vez disputará o ouro contra a alemã que afastou Patrícia Sampaio das meias-finais.

Vencer Malonga, não é para qualquer uma

A vitória da internacional da SFGP – Sociedade Filarmónica Gualdim Pais sobre a gaulesa Malonga adquire um significado muito especial atendendo à forma como a atleta lusa conquistou o triunfo por ippon, tendo imobilizado a medalhada de prata dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 e atual vice-campeã do mundo depois de a projetar à esquerda e ter pontuado wazari.

No final do combate contra a ucraniana Turchyn que se lesionou na queda que levou à sua derrota, Patrícia deu mais um sinal do seu profundo sentido solidário ao acompanhar, apoiando na movimentação para saída do tapete, a atleta de leste que aparentava estar em sofrimento.

Desde já Patrícia vencedora no tatami mas também na prática dos valores da solidariedade e do judo como desporto de combate que incorpora o fair play de forma intrínseca à sua cultura desportiva e social.

Please follow and like us:
error
fb-share-icon

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.