Campeonato Nacional de judo em São Tomé e Príncipe com avaliação positiva

INTERNACIONAL | Campeonato Nacional de Judo 2022 | São Tomé e Príncipe

O Campeonato Nacional de Judo de São Tomé e Príncipe realizou-se no mês de maio passado. O balanço do evento desportivo é considerado muito positivo pelos impulsionadores da iniciativa com destaque para o projeto Judo Global e para o seu animador principal André Rosa.

No Relatório de Avaliação apresentado, no final da prova, surgem dados de natureza objetiva que permitem estabelecer com rigor os resultados e, numa abordagem mais subjetiva, o próprio impacto do evento desportivo.

Segundo a organização da prova “Foi registada a adesão de 73 participantes, superando a expectativa e as metas definidas em 46%. Já a participação feminina foi de 13,7% e ficou aquém do esperado. A leitura sobre este desequilíbrio de género motivou uma reflexão sobre as causas e sobre como melhorar na próxima edição”.

“As atividades do Campeonato correram conforme o planeado, tendo sido cumpridos os horário. O elevado número de atletas implicou no entanto que a jornada fosse até mais tarde do que tinha sido programado. O público, familiares e amigos acompanharam com entusiasmo do princípio ao fim, apesar do calor e da limitação do espaço, o que demonstra o interesse que o Campeonato motivou” estas foram as apreciações divulgadas pelos organizadores sobre o funcionamento da competição..

Noutros planos a avaliação também foi positiva nomeadamente “A cobertura mediática foi boa, com a elaboração da reportagem e entrevistas pela TVS, mas reconhecemos que faltou uma transmissão em direto a partir das principais redes sociais, ficando a promessa de que na segunda edição do Campeonato Nacional de Judo isso seja feito”.

Em matéria também antecipatória relacionada com o próximo Campeonato os organizadores tiraram lições e pretendem introduzir melhorias em alguns domínios “Apesar de não terem corrido incidentes de maior, sentiu-se a necessidade de um kit de primeiros socorros para atletas, situação a colmatar na próxima edição”.

No final o Relatório é muito claro em matéria de gratidão. Esta ficou exprimida nos seguintes termos: “Agradecimento especial a todos os participantes e apoiantes do Judo Global, do Judo e do desporto de modo geral, que permitiram a concretização deste sonho que foi a realização do primeiro Campeonato Nacional de Judo em São Tomé e Príncipe! Obrigado e que este seja o primeiro de muitos!”.

O plano do Campeonato Nacional

Razões e benefícios

  • A promoção dos valores do Judo Global: responsabilidade, amizade, coragem, modéstia e autocontrolo através do desafio competitivo;
  • Promover o desenvolvimento e aquisição de habilidades técnico-táticas;
  • Estimular a capacidade de lidar com o sucesso, insucesso e situações de stress;
  • Identificar atletas para representarem a seleção nacional.

REQUISITOS

  • Todos os participantes deverão ser integrados numa categoria organizada por peso, idade e género;
  • Têm de haver áreas de competição num espaço amplo e coberto;
  • Deverá haver 3 árbitros por área de competição e um cronometrista;
  • Todos os participantes deverão receber uma medalha e um prémio de participação num pódio;
  • Deverá haver um convívio com todos os participantes no final da competição;
  • Deverá ser feita uma reportagem para passar na TVS.

Envolvidos e interessados

  • Encarregados de educação;
  • Atletas;
  • Governo Regional;
  • Direção Geral dos Desportos;
  • Comité Olímpico Nacional;
  • Serviço Regional da Juventude e Desporto;
  • Associação Regional de Futebol;
  • Patrocinadores (CST, comerciante Hipólito, benfeitores individuais);
  • Restaurante local;
  • TVS.

Pressupostos

  • Encarregados de educação autorizarão os alunos a participar no torneio;
  • atletas participarão no torneio;
  • Patrocinadores estarão interessados em apoiar a atividade,
  • Teremos medalhas e prémios para todos os participantes;
  • TVS realizará uma peça jornalística que passará no telejornal;
  • Direção Geral do Desporto e Comité Olímpico de São Tomé e Príncipe reconhecerão o evento como Campeonato Nacional.

EQUIPA

  • André Rosa – Gestor do Projeto
  • Carla Matias -Staff
  • Ivo Pizarro – Staff e cronometrista
  • Maria Managem – protocolo
  • Litoney Matos – Staff
  • Emerson Cruz – Staff
  • Gilberto Ceita – Staff, cronometrista e árbitro
  • Carlos da Graça – árbitro
  • Delazy Trindade – árbitro
  • Hercules Correia – árbitro
  • Sérgio Ferreira – árbitro
  • Aldo Barros – árbitro
  • Nelson Tavares – árbitro
  • Lionilton Ferreira – árbitro
  • Ricardino dos Santos – árbitro
  • Atanásio Lima – árbitro
  • Vanessa Schmitt (Protetuga) – convidada para a entrega de medalhas
  • Edvaldo Monforte (CST) – convidado para entrega de medalhas
  • Jamil Cassandra (grupo Capoeira) – convidado para entrega de medalhas
  • Akadiry Marçal Ramos (Direção Geral dos Desportos) – convidado para entrega de medalhas
  • João Costa Alegre (Comité Olímpico STP) – convidado para entrega de medalhas.
Please follow and like us:
error
fb-share-icon

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.