Kodokan Goshin Jutsu foi tema de estágio em Torres Novas

VIDA DAS ASSOCIAÇÕES | Associação de Judo do Distrito de Santarém | Katas

Nas katas a margem de criatividade surge como bastante limitada para os executantes. Não se trata de um exercício de improviso ou de construção criativa. Antes pelo contrário elas situam-se no domínio da precisão, do rigor, da relação estreita entre eficácia e eficiência.

Trata-se de uma estética de espelho, de imitação exigente, de “arte-de-copista” como se valorizava no Renascimento nos processos de aprendizagem dos jovens pintores que lidavam com as referências superiores dos mestres de então. Recomendava-se na época “A cópia permite ao estudante adquirir o domínio de diferenças gestuais dos mestres e aumentar assim o seu repertório de possibilidades, o seu vocabulário visual e estilístico”. Ainda nos dias de hoje, escolas baseadas no método dos ateliês tradicionais advogam o exercício da cópia (de mestres antigos ou contemporâneos) como parte significativa do amadurecimento da própria personalidade artística.

Assim o campo formativo, estético e até filosófico das katas no judo situa-se no domínio desafiador do desenvolvimento de quem “estuda” ou de quem “anda à procura de sentido” e nesse plano torna-se inevitável recensear e até mapear as diversas referências a elas associadas tais como a coreografia, a automação, o controlo e coordenação de movimentos e as noções fundamentais neurofisiológicas do equilíbrio corporal.

Em Portugal esta vertente da modalidade tem progredido de forma significativa nos últimos anos. Às tantas não tanto quanto os seus principais dinamizadores como Manuel Francisquinho e Pedro Gonçalves desejariam, mas o caminho faz-se caminhando.

Neste processo de disseminação realizou-se recentemente um estágio em Torres Novas que nos é aqui comentado pelo seu organizador principal nos seguintes termos:

ESTÁGIO DE KATA KODOKAN GOSHIN JUTSU

“As Katas são a estética do JUDO. É na kata que está o espirito do Judo, sem o qual é impossível perceber o objetivo” (Jigoro Kano)

A realização do Torneio Ibérico de Katas em Abril passado e do Campeonato Nacional de Katas em Maio, ambos com um êxito assinalável, exige que se dê continuidade a estas importantes experiências e dar novos passos no desenvolvimento da KATA  na Região .

A Katame no Kata, Kime no Kata e a Nage no kata foram inúmeras vezes objeto de estágios abertos a praticantes de todo o país. Manuel Francisquinho, responsável pelo setor no seio da AJDS considerou que seria oportuno abordar o  Kodokan Goshin Jutsu o que implicou organizar uma ação formativa que foi desenvolvida  este fim de semana no Centro de Formação Técnico Competitiva Mestre Kiyoshi Kobayashi em Torres Novas.

A organização esteve a cargo da Associação Judo de Santarém/Departamento de formação e Katas e a orientação técnica  foi assegurada por Pedro Gonçalves   7 °Dan, Expert nomeado pela UEJ para ensino desta kata. 

(Imagens do Estágio)

Estiveram presentes cerca de trinta treinadores motivados pela  prática desta vertente da modalidade, oriundos de seis Associações Nacionais. Todos os participantes tiveram oportunidade de colher os mais aprofundados conhecimentos desta Kata numa invulgar apresentação que foi assegurada por executantes do mais alto nível técnico e competitivo.

Manuel Francisquinho | 6ºDan Pres. CAG /AJDS

Fotos © AJD Santarém | M. Francisquinho

Manuel Francisquinho
Please follow and like us:
error
fb-share-icon

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.