Castelo Branco retira apoio ao Presidente da FPJ

NOTÍCIAS | 15 de agosto 2022 | ADJCB

Depois do comunicado hoje divulgado pela Escola de Judo Ana Hormigo que contesta as decisões da FPJ sobre as convocatórias da atleta Adriana Torres para provas internacionais, a Associação Distrital de Judo de Castelo Branco, os delegados de praticantes e treinadores da Zona Centro Sul e o clube mencionado retiram o deu apoio político e institucional ao Presidente da Federação Portuguesa de Judo, Jorge Fernandes.

No essencial esta posição de rutura relaciona-se com decisões que têm vindo a ser tomadas relativas a jovens atletas do distrito e ainda com a forma de reagir e agir de Jorge Fernandes no atual conflito que o opõe aos sete atletas do projeto olímpico que divulgaram uma Carta Aberta e que também teceram críticas ao estilo de liderança do Presidente da federação.

O comunicado da ADJCB

Editado JudoMagazine (subtítulos e imagens).

Os Delegados da Zona Centro Sul e Clube abaixo assinados, com o apoio da respetiva Associação Distrital de Judo de Castelo Branco e seus dirigentes, vem por este meio comunicar que a partir desta data deixarão de dar apoio político e institucional ao Presidente da Federação Portuguesa de Judo.

Depois de nos últimos quase 6 anos, esta Associação Distrital ter sempre demonstrado o seu inequívoco apoio ao Exmo. Sr. Presidente da Federação Portuguesa de Judo no desenrolar dos seus mandatos, dando desde o início da sua candidatura um suporte incondicional, os Delegados e a Associação Distrital de Judo de Castelo Branco, demonstram agora a sua indignação na postura e políticas adotadas pelo Exmo. Sr. Presidente da Federação Portuguesa de Judo.

Os valores da modalidade

É lamentável, assistirmos a uma imagem prepotente que em nada dignifica esta modalidade nem retrata os seus valores. Não seremos coniventes com as suas políticas e estratégias no seio da instituição nacional do nosso desporto.

Temos vindo a assistir com preocupação à falta de respeito com os Judocas do Distrito de Castelo Branco, pertencentes às seleções nacionais, quando são excluídos ou não incluídos em convocatórias para estágios e competições internacionais sem qualquer tipo de justificação. Com mérito, dedicação e esforço estes atletas alcançaram resultados nacionais e internacionais e veem agora as suas conquistas serem menosprezadas e esquecidas.

Jovens promissores abandonam

Estas tomadas de decisão levam ao abandono de jovens promissores do Judo, não só distrital, mas essencialmente nacional. O que o Distrito de Castelo Branco levou anos a construir, vemos agora uma Federação a arruinar.

Esta nossa posição é ainda mais reforçada pelos últimos acontecimentos divulgados pela comunicação social, considerando a postura prepotente e altruísta do mais alto representante da Federação Portuguesa de Judo perante a nossa elite nacional.

Falta de respeito

É uma falta de respeito por quem veste o Judogi todos os dias e eleva a nossa bandeira com orgulho além-fronteiras.

Esta não é a forma de estar, nem de atuar de um Presidente que lidera uma das Federações com mais e melhores resultados desportivos internacionais.

Fonte Associação Distrital de judo de Castelo Branco

Please follow and like us:
error
fb-share-icon

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.