Associação de Santarém contesta decisão da FPJ sobre verbas da formação

publicado 26 de agosto de 2022

NOTÍCIAS | Comunicado da AJDS sobre formação

A AJDS – Associação de Judo do Distrito de Santarém viu recusado o apoio financeiro solicitado à Federação Portuguesa de Judo para as ações de formação que levou a efeito nos anos 2020 e 2021.

Na base dos Contratos-Programa estabelecidos com o IPDJ – Instituto Português da Juventude as federações concedem apoios às associações distritais que são operadores fundamentais dos processos formativos descentralizados. No caso do judo a formação que não é da responsabilidade direta da FPJ é desenvolvida a partir dessa relação fundamental de cooperação com todas as associações.

“Compete ao IPDJ, IP regular a formação dos recursos humanos do sistema desportivo, nomeadamente no reconhecimento da formação a realizar face às necessidades sentidas pelo mercado desportivo, contribuindo para a qualidade da formação prestada, bem como avaliar a sua coerência e adequação aos princípios e objetivos estabelecidos” ou seja, as ações de formação realizadas pelas associações distritais assentam num procedimento de acreditação que credibiliza os cursos que são realizados e salvaguarda o seu financiamento, desde que seja assegurada a devida qualidade na execução.

“O Programa de Apoio a Ações de Formação permite a atribuição de apoio financeiro pontual, através da celebração de um Contrato-Programa entre a administração pública e entidades publicas ou privadas, que tenham no seu objeto o desenvolvimento desportivo, nomeadamente federações (…)” este será o enquadramento invocado pela AJDS que, pelos vistos, não teve a concordância dos órgãos de decisão da FPJ.

O comunicado da AJDS

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE JUDO DECIDE NÃO CONCEDER APOIO FINANCEIRO À ASSOCIAÇÃO DE JUDO DO DISTRITO DE SANTARÉM PELA EXECUÇÃO DOS PLANOS DE FORMAÇÃO DE 2020 e 2021

A decisão do Presidente da Federação Portuguesa de Judo (FPJ) relativa à não concessão de apoio financeiro à Associação de Judo do Distrito de Santarém (AJDS) pela execução do plano de formação dos anos 2020 e 2021 (ações de formação/ cursos destinados a treinadores, árbitros e dirigentes) coloca em causa o plano de formação para 2022.

Para além de colocar todo o trabalho da formação da AJDS em causa, esta decisão deixa perplexos os dirigentes da AJDS, dado que:

– A FPJ incluiu 15 ações de formação/cursos a organizar pela AJDS nos seus planos de atividades 2020 e 2021.

– A FPJ celebrou com o IPDJ contratos-programa de desenvolvimento desportivo destinados a financiar as ações de formação/cursos dos seus planos de atividades.

– A AJDS executou, no ano de 2020, 7 ações de formação e, no ano 2021, 8 ações de formação destinadas a melhorar as competências de treinadores, árbitros e dirigentes.

– A FPJ recebeu do IPDJ, através dos contratos-programa de desenvolvimento desportivo, os correspondentes valores destinados a comparticipar os custos com as ações de formação e cursos organizados.

A AJDS manifesta publicamente a sua indignação para com esta decisão e irá contestar a mesma nos locais próprios para o efeito.

Please follow and like us:
error
fb-share-icon

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.