Jorge Fonseca deu-me um beijo na testa e disse, esta é tua!

publicado 30 de agosto 2022 | JM com Tomás Silva

O meu ídolo Jorge Fonseca

Sou o Tomas Silva tenho 12 anos e sou judoca desde os meus 5 anos
O meu Grande Mestre é o Paulo Nogueira, o meu campeão preferido é o meu mano Guilherme Silva, mas o meu Ídolo é o Grande Jorge Fonseca.

Com a bandeira no aeroporto


Em 2019, estava na minha casa e vi nas notícias que Portugal sido vice-campeão de judo de equipas e que estavam de regresso a casa. Discretamente, vesti o meu fatinho de judo e fui buscar a minha bandeira de Portugal. Depois fiz uma birra aos meus pais para me levarem ao aeroporto recebê-los. Quando cheguei, sentei-me a frente da porta das chegadas com a minha bandeira ao meu colo e sem saber estava junto do irmão da Telma Monteiro que também estava à espera da sua irmã.

Com a ajuda do irmão da Telma


Passadas umas horas, os meus campeões tinham chegado. Tinha vergonha de ir ter com eles mas o irmão da Telma ajudou-me e levou-me com ele. Quando fui pedir ao Jorge um autógrafo ele agarrou-me nas golas, levantou-me e a seguir deu-me um autógrafo. Fiquei com o meu fato todo autografado.
Como só o tinha visto na televisão, não estava à espera do tamanho dele, ele é enorme, forte. Muito Forte. E a partir dai, comecei a ver os vídeos dele, para tentar fazer as suas técnicas e as suas posturas, mas na minha categoria, claro!

Ele é mesmo muito fixe e muito bom


Comecei a segui-lo, e tive a sorte de estar com ele novamente num estágio de detenção de talentos na Foz do Arouce, onde tirei mais umas fotos com ele, ele é mesmo muito fixe e muito bom.
Depois fui ao Grande Prémio de Portugal em Almada e aí vi a prova dele. Mais uma vez ganhou e cantámos o hino, e depois tirei mais umas fotos com ele.

Olhou para mim e fez um sinal


Na Taça de Europa de Seniores em Coimbra o Jorge voltou a ganhar o 1º Lugar e como eu sabia que ele ia ganhar voltei a levar a minha bandeira. Quando ele ganhou o seu primeiro combate olhou para mim e fez um sinal, apontando para mim com as suas mãos e no final voltamos a cantar o hino por causa dos seus lindos combates. Ele é mesmo forte.

O Jorge viu-me e chamou-me


No final da prova, o Jorge pediu-me a minha bandeira e tirou uma linda foto, com o meu mano e o João Fernando que ficaram em 3º lugar. No final ele disse-me como tinha muito apoio durante a prova que me ia dar a sua medalha, não quis acreditar era uma loucura e questionei os meus pais, se ele podia fazer isso.
No final, fui ter com o meu irmão ao tapete de aquecimento, para o ajudar a trazer as suas cosias para o carro, o Jorge viu-me e chamou-me, pôs-me à frente dele e meteu-me a sua medalha ao pescoço. Deu-me um beijo na testa e disse esta é tua.

Esta medalha, gostava de a colocar no Dojo do GRG – Grupo Recreativo Gonçalvinhense para serem todos os meus colegas a vê-la e não apenas eu.

Para nos motivar.


Obrigado, Jorge. Quando eu ganhar a minha, devolvo-te a tua.

Tomás Silva | GRG
Please follow and like us:
error
fb-share-icon

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.