Telma Monteiro reclama mais poder para os atletas

publicado 4 de setembro 2022 | com Miguel Morgado MadreMedia e COP

A voz do atleta e o poder de agir nos processos de desenvolvimento. Nada Sobre Nós, sem Nós!

Foi uma sessão curta que teve lugar no Comité Olímpico de Portugal no passado dia 1 de setembro que juntou atletas olímpicas e diversos responsáveis do COP na presença de Roberta Metsola atual presidente do Parlamento Europeu.

A líder europeia, de 43 anos, passou pela sede do Comité Olímpico de Portugal (COP), em Lisboa e durante 20 minutos ouviu as atletas olímpicas Patrícia Mamona (atletismo), Telma Monteiro (judo), Lorene Bazolo (atletismo), Tamila Holub (natação) e Maria Caetano (hipismo) sobre igualdade de género, inclusão e desporto.

Como afirmou José Manuel Constantino, Presidente do COP “A escolha de uma organização desportiva, no caso o Comité Olímpico, para a agenda das visitas e reuniões de trabalho da presidente do Parlamento Europeu e a reunião com os atletas revela uma sensibilidade política e cultural que importa destacar. Estamos naturalmente gratos.”

Telma Monteiro, dar mais força aos atletas

Entre as diversas abordagens que as atletas presentes realizaram ás questões da igualdade de género e da inclusão no desporto, Telma Monteiro destacou a importância da participação e do poder de decisão dos atletas nas questões centrais que os envolvem.

“Posso falar dos problemas no meu desporto, mas a minha preocupação é que eu não tenho o poder para mudar a situação. Sou uma atleta famosa, posso expressar os meus receios, mas se alguém no poder não concordar não posso fazer nada. Acho que poderíamos melhorar alguns aspetos para dar mais força aos atletas. Quando sinto que há algo a melhorar tento fazer a minha parte e passar a mensagem. Não podemos ficar calados, mesmo que o problema não seja meu ou no meu desporto. Tenho essa responsabilidade.”

O poder de agir e o desenvolvimento

Quando nos interrogamos sobre os mecanismos fundamentais dos processos de desenvolvimento sabemos que existe uma relação estruturante entre participação e sustentabilidade. Se relacionarmos desenvolvimento com mero crescimento esta combinação torna-se dispensável. Já a visão de um desenvolvimento sustentável, que integra as diversas dimensões, económicas, ambientais e sociais e um sistema de governança adequado, implica colocar no centro a participação qualificada e a facilitação do poder de agir, de cada um, de cada grupo e de cada comunidade.

É na medida que os processos participativos são dinâmicos, consistentes e e valorizados que a evolução ocorre de forma coerente com os objetivos partilhados.

Claro a dificuldade está em conciliar as diversas prioridades dos participantes nestes processos e instalar meios de negociação que não surjam como hierarquizados, antes pelo contrário, que sejam eles próprios negociados para alimentar, um forte sentido de convergência.

Mais escuta e mais ação

Vem isto a propósito da Voz de Telma Monteiro a reclamar mais poder para os atletas nas decisões que lhe digam respeito. É uma exigência que precisa de ser acarinhada porque de uma forma geral as dificuldades encontram-se na situação inversa. Muitos protagonistas, atletas incluídos, delegam de forma imatura as decisões sobre o seu futuro naqueles em quem confiam: os treinadores, os pais, os dirigentes. A confiança é importante, mas o posicionamento ativo para matérias relevantes do percurso desportivo é também essencial. Neste plano cada ator desempenha um papel importante. Por isso todo e qualquer atleta deve também desempenhar o seu, entre outras coisas para reforçar o asua própria capacidade de autocontrolo sobre a sua própria vida.

O alerta de Telma Monteiro pode ir nos dois sentidos. Mais escuta por parte das instituições, mais ação da parte dos atletas.

Nada sobre nós, sem nós! este velho slogan do empoderamente coletivo, aplica-se aqui à perfeição. Uma mensagem incontornável e mais viva depois deste encontro no Comité Olímpico de Portugal com a presidente do Parlamento Europeu, Roberta Metsola.

Please follow and like us:
error
fb-share-icon

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.