publicado 15 setembro 2022 | JM com FPJ Informação

Campeonato da Europa de Juniores – Praga 2022

Dos dez já avançaram quatro, logo na primeira jornada. Os resultados da participação lusa surgem como relativamente equilibrados. Raquel Brito não esteve longe da disputa do bronze, Bernardo Tralhão realizou um percurso de grande qualidade, Ricardo Pires e Miguel Gago, com bons desempenhos, não conseguiram ultrapassar os seus primeiros adversários.

Bernardo e Raquel

Bernardo Tralhão Fernandes foi travado na terceira ronda pelo futuro campeão da Europa, o turco Demirel Muhammed. Exerceu uma pressão permanente durante o combate e fez valer o seu “judo carraça” que desorienta adversários e os leva a cometer erros. Bernardo com as suas combinações o-uchi| ko-uchi | sutemis, entra muito no espaço de controlo do adversário desenvolvendo um judo de risco, que no contra-ataque o torna vulnerável. Enquanto não possuir um seio-nage forte e receado pelos adversários, o contra-ataque constituirá a arma dos seus opositores. No combate contra Demirel chegou a ser imobilizado nessas circunstâncias, mas com grande vitalidade acabou por sair da imobilização e o tempo não contou para o seu opositor. Perdeu na sequência de dois contra-ataques que o atleta turco executou com grande sentido de oportunidade.

Raquel Brito foi igual a si própria. Confirmou o valor acrescentado que a combinação pé-solo introduz no seu judo e demonstrou que a execução, no solo, de chaves e estrangulamentos com controlo muito seguro das suas adversárias com a suas pernas longas e poderosas a torna muito temida pelas adversárias que evitam o confronto naquele terreno. A exceção foi a atleta turca Azak, futura campeã da Europa, cujo judo é integral e de uma eficácia a toda a prova.

Raquel Brito conquistou, pela segunda vez o 7º lugar num Europeu, tendo já sido medalha de bronze na principal prova europeia de judo para juniores.

Uma final entre atletas turcas

Das finais ocorridas na primeira jornada a que colocou em oposição as duas atletas turcas Ersin e Azak, em -48kg, destacou-se pela intensidade na confrontação entre duas competidoras e pela diversidade de soluções que foram surgindo ao longo do combate, num judo baixo, com ligações pé-solo muito regulares e um desfecho num Golden Score que se prolongou quase até aos 4 minutos. Azak acabou por vencer, por wazari, quando as duas atletas apresentavam duas penalizações para cada lado e se encontravam em risco de perda do combate com o surgimento, a qualquer momento, de uma terceira.

O Campeonato da Europa de Juniores – Praga 2022, que está a decorrer na capital checa, conta com a participação de 349 Atletas (146 Femininos e 203 Masculinos) em representação de 39 países, incluindo 10 Judocas Portugueses. O dia inaugural da competição foi dedicada às categorias -48 kg, -52 kg e -57 kg femininas e -60 kg e -66 kg masculinas, com 4 Atletas Lusos em ação

Esta sexta-feira, 16 de setembro, será dedicado às categorias -63 kg e -70 kg femininas e -73 kg e -81 kg masculinas. Saba Danelia, Pedro Raposo, Diogo Rangel e Margarida Brás são os 4 Portugueses que entram nos tatamis checos no segundo dia da prova. As eliminatórias têm início marcado para as 10h00 locais (09h00 em Portugal Continental).

Fotos © UEJ Gabi Juan

Please follow and like us:
error
fb-share-icon

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.