Raquel Brito venceu Perez Soler na disputa do bronze em Saraievo

30 de outubro, 2022

Carolina Paiva na quinta posição do Europeu de Sub-23

A atleta do Sport Algés e Dafundo Raquel Brito tem deixado marca nos Balcãs, com presenças no pódio nos juniores e nos Sub-23, demonstrando uma progressão sólida a caminho de uma presença nos seniores com reais capacidades de afirmação.

Em novembro 2020 Brito conquistou a medalha de bronze em Porec, na Croácia, nos juniores e na sexta-feira passada subiu de novo ao pódio, na mesma posição, mas desta feita no escalão dos sub-23. Os Balcãs surgem desta forma como um quadro geográfico e competitivo feliz para a judoca da categoria de peso de -48 kg que derrotou de forma categórica, por ippon, a sua adversária espanhola Eva Perez Soler.

Controlo dos contra-ataques

O combate da final entre a atleta lusa e a espanhola Perez Soler foi conduzido de forma muito tática pelas duas atletas, com longos períodos de observação – até aos 2 minutos de combate não foi registado quaisquer ataques – e terá sido o segundo shido atribuído à atleta algesina que provocou uma nova fase do combate que foi marcado pelas tentativas fracassadas de contra-ataque de Soler que deram lugar aos dois wazaris a favor de Raquel Brito. Brito tomou a iniciativa e completou o seu ataque com Ko-uchi-gari, controlou as trajetórias e invertei a direção de forma a projetar a sua adversária, em vez de ser projetada.

Raquel Brito de bronze ao peito foi o resultado com maior notoriedade deste Europeu Sub-23 de Saraievo, mas não foi o único porque o 5º lugar de Carolina Paiva revelou a progressão consistente de uma judoca que se tem posicionado sistematicamente na zona da disputa das medalhas,

Carolina e Rodrigues

O percurso de Carolina Paiva (-78 kg) foi ilustrado pela FPJ da seguinte forma “estreou-se na segunda ronda, onde eliminou a alemã Raffaela Igl (Ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude – Buenos Aires 2018) após alcançar o ‘ippon’ no início do segundo minuto do combate. Nos quartos-de-final, voltou a encontrar uma judoca germânica, Lea Schmid (que este ano já conta com 2 títulos em Taças da Europa de Seniores). Após um combate equilibrado, a judoca lusa cedeu, por ‘ippon’, nos últimos 30 segundos do confronto. Regressou aos triunfos na repescagem, assegurando um lugar no Bloco de Finais ao derrotar a croata Nika Jekus, por ‘wazari’. Na luta pelo Bronze, contra a francesa Liz Ngelebeya (Ouro na Taça da Europa de Juniores – Sarajevo 2021), a portuguesa adiantou-se no marcador por ‘wazari’, mas a judoca gaulesa acabou por alcançar o ‘ippon’ à entrada do último minuto do combate. Com este resultado, Carolina Paiva alcança um honroso 5º lugar“.

Do lado masculino o atleta da Margem Sul que tem acompanhado João Fernando do SCP nas disputas internacionais da categoria -81 kg, Manuel Rodrigues,  foi barrado pelo futuro vencedor da prova tendo começado a sua prestação, como relatou a FPJ, “com uma vitória, eliminando o ucraniano Mykhailo Svidrak, por ‘ippon’, em período de ‘golden score’. Nos oitavos-de-final encontrou o Vice-campeão Mundial de Juniores, Arnaud Aregba. Apesar do favoritismo do francês, Manuel Rodrigues conseguiu equilibrar o combate, que terminou empatado no tempo regulamentar, com ambos os judocas a pontuarem ‘wazari’. No ‘golden score’, o atleta gaulês voltou a pontuar e seguiu em frente na prova (viria a vencer o Ouro). Com este resultado, Manuel Rodrigues termina na 9ª posição“.

Fotos UEJ © Gabi Juan e Carlos Ferreira

Please follow and like us:
error
fb-share-icon

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.