26/05/2024

Torneio das Renas é aposta do Judo Clube de S. Carlos

Em Angra do Heroísmo as renas são outras, bem diferentes daquelas que são mobilizadas à força pelos criadores sami, para serem as protagonistas principais da “Corrida mais louca no topo do mundo” que ocorre na Lapónia, no lago Inari. Trata-se de um acontecimento que envolve milhares de pessoas e que se organiza, de forma idêntica às corridas de cavalos, com jóqueis, caixas de partida, juízes, vencidos e vencedores. Só que neste contexto peculiar, bem acima do Círculo Ártico Polar, as velocidades são estonteantes e o controlo das renas muito relativo. Aqui também há quedas, como no Torneio organizado pelo Judo Clube S. Carlos, são, como é de prever, um pouco menos aparatosas e com consequências totalmente controladas pelos árbitros e treinadores dos clubes.

O Torneio das Renas 2022 é-nos relatado este ano pelo Diogo Lopes, pela Jasmin Matias e pela Rute Meireles que impulsionam a modalidade na Ilha Terceira à velocidade das renas. São uma energia no meio do Oceano Atlântico que às tantas tem expressão análoga no Ártico onde as adversidades são muitas vezes transformadas em potencial de desenvolvimento.

Por trás da “Cortina”

por Diogo Lopes

Olá, sou o Diogo Lopes, atleta do Judo Clube de São Carlos, Júnior dos -81kg.

A minha treinadora, Rute Meireles, costuma dizer que eu sou o seu braço direito. Acho piada a essa expressão porque na realidade em tudo o que é preciso realizar ela pode contar comigo a 300%. Nestas 4 edições do Torneio das Renas sou “pau para toda a obra”, desde a montagem e desmontagem do espaço da competição aos locais previstos para as dormidas das comitivas, para a preparação de refeições e tudo o resto. Este é o trabalho que executo por trás da cortina da organização do Torneio das Renas, que exige muito empenho e é particularmente esgotante. Faço-o no entanto com alegria e gosto porque estou a trabalhar no JUDO que é sem dúvida uma das coisas mais importantes na minha vida e à qual dedico muito tempo. O judo mudou a minha vida, nasci num bairro social e quando entrei para o JCSC fui muito bem recebido, todos ajudaram-me a crescer e com isso tenho tido oportunidades e vivências muito enriquecedoras que não seriam possíveis sem o JUDO. 

Fico nervoso com a arbitragem

Durante o Torneio das Renas assumo a arbitragem como jovem árbitro, confesso que é a parte que me deixa mais nervoso e até suo das mãos, mas lá estou eu sem virar a cara às tarefas que me são atribuídas.

Mal acabo a arbitragem dos combates, vou a correr montar o pódio e preparar a entrega das medalhas, mochilas e t-shirts.

Durmo com os atletas mais pequeninos do nosso clube

Durante a noite fico a dormir com os atletas mais pequeninos do nosso clube e corresponsável, pela verificação se tomaram os banhos, se escovaram os dentes, etc. Mas o mais difícil é deitá-los tirar-lhes os telemóveis e silêncio para dormirem…

Excelentes atletas que no qual nunca desistem

por Jasmin Matias

Olá, sou a Jasmim Matias, atleta do Judo Clube de São Carlos, juvenil dos – 57kg

Para mim o torneio das Renas é a competição mais importante depois dos nacionais e regionais. Trata-se de uma prova com grandes condições e excelentes atletas, que no qual nunca desistem.

Nesta IV edição do torneio das Renas tínhamos 9 clubes inscritos, mas por causa do mau tempo, os 4 clubes de São Miguel não conseguiram cá chegar.

Amizades para a vida

Ao participar nesta grande competição senti a minha grande evolução durante estes 10 anos de experiências e de novas aventuras neste grande desporto que é o judo. Também senti a alegria e as grandes amizades que com estes estágios de competição conseguimos fazer para a vida, tal como a minha grande treinadora Rute Meireles e a atleta olímpica Paula Saldanha.

Neste estágio, Renato Kobayashi veio falar comigo e disse-me “continua assim e consegues chegar mais longe”. Levarei esta frase para a vida para conseguir concretizar aquele sonho de pequenina.

Para 2023 já temos data marcada

por Rute Meireles

Rute Meireles, treinadora do JCSC.

O Torneio das Renas é a nossa aposta forte de organização de eventos.

Realizamos a IV edição nos dias 16 a 19 de dezembro, temos vindo ao longo da nossa caminhada a melhorar as condições de participação, pelo que nesta edição tivemos 9 clubes inscritos com cerca de 150 atletas.

Oito clubes dos Açores em 4 são de S. Miguel (Clube de Judo da Ribeira Grande, Clube de Judo de Ponta Delgada, “Passarada” e JudoLag), 1 de S. Jorge (Judo Clube de S. Jorge) e 3 da ilha Terceira (Judo Clube Ramo Grande, Clube de Judo da Angra do Heroísmo e Judo Clube de São Carlos), 1 clube do Continente (Sport União Sintrense – Clube de Judo).

O objetivo principal da organização do Torneio das Renas é proporcionar uma grande festa do Judo direcionada para aos nossos pequenos atletas e que eles vivenciem experiências muito positivas a fazer Judo.

Mau tempo em S. Miguel

Infelizmente o tempo interferiu no nosso programa e os clubes de S. Miguel não conseguiram chegar à Terceira para participar no Torneio das Renas, foram cancelados os 3 voos nos quais qvinham as comitivas que totalizavam 56 pessoas… enfim, é o custo da insularidade.

Fizemos uma adaptação ao programa inicial perante esta nova realidade e tudo correu bastante bem, no sábado tivemos em ação os escalões de Iniciados, Infantis e Benjamins. Já no domingo entraram em prova os Juvenis em individual da parte da manhã e equipas masculinas e mistas da parte da tarde. Ainda de manhã realizámos a prova de equipas de Iniciados/infantis, que foi um sucesso!

Para terminar, no último dia, realizámos o treino conjunto que foi forte e suado e num ambiente saudável.

A importância dos intercâmbios

Para nós açorianos e muito importante conseguirmos fazer intercâmbios com clubes e judocas de outras regiões, até este evento éramos sempre nós que nos deslocámos a Portugal Continental, mas a partir desta edição do Torneio das Renas conseguimos que nos viessem visitar e espero que assim continue e, se possível, com mais clubes.

Por último não posso deixar de agradecer a vinda da Paula Saldanha que aceitou coordenar a arbitragem do Torneio e deu uma pequena formação aos nossos árbitros.

Para o ano teremos a 5ª edição do Torneio das Renas – Iniciados/infantis/Benjamins.

Já temos data marcada de 15 a 18 de dezembro 2023!  

Rute Meireles, treinadora do JCSC

Fotos cedidas por JCSC

SOBRE O AUTOR | Editor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *