26/05/2024

Sete países CPLP na categoria de peso -73kg

JUDO CPLP | São Tomé e Príncipe estreia-se no Grand Prix de Portugal

Eunkyul Lee (KOR) vs Roldeney De Oliveira (STP)

Sete países da CPLP – Comunidade de Países de Língua Portuguesa estiveram representados na categoria de peso de -73 kg hoje no Grand Prix de Portugal. Atletas de São Tomé e Príncipe (Oliveira R.), Angola (Teixeira J.), Cabo Verde (Teixeira W.), Moçambique (Matos N.), Brasil (Marcelino M.), Portugal (João Crisóstomo e Danelia Saba) e Guiné-Bissau (César D.) competiram contra adversários de outros países e continentes. Não houve vitória significativa em matéria de judo, já a língua portuguesa marcou hoje um grande Ippon no judo internacional. Almada que é terra que promove uma forte dinâmica intercultural no seu território teve nesta situação sui generis uma forte compensação.

São Tomé e Príncipe em Almada

Colocando de lado o Brasil que é uma potência do judo mundial, os restantes países da Comunidade de Países de Língua Portuguesa têm vindo a participar no circuito mundial organizado pela Federação Internacional (IJF) revelando, de alguma forma, a evolução positiva da modalidade naqueles países.

Para os responsáveis do judo saotomense presentes no evento desportivo “fez-se história no Grand Prix de Portugal. Pela primeira vez subiu a um dos palcos mais altos do judo mundial um atleta a representar São Tomé e Príncipe. Foi mais um passo no desenvolvimento desta modalidade e fica a vontade de continuarmos a trabalhar”.

Judoca com atividades comunitárias estreou-se contra atleta coreano

Por sua vez o competidor que assumiu a responsabilidade desta participação inaugural e que enfrentou o atleta coreano E.Lee no seu combate de estreia adiantou à JUDO MAGAZINE “Sou Roldeney de Oliveira. Este foi meu primeiro campeonato internacional representando as ilhas de São Tomé e Príncipe. Irei sair deste Grand Prix com muita satisfação por ter sido o primeiro judoca de São Tomé e príncipe a participar neste nível internacional. Espero também melhorar para poder participar noutras competições, no futuro”.

Roldeney foi acompanhado pelo treinador @pe.guarinho e foi apoiado pelo Comité Olímpico de São Tomé e Príncipe, pelo ao Governo Regional do Príncipe epela Judo Global São Tomé e Príncipe.

SOBRE O AUTOR | Editor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *