Mais e melhor judo no Estágio de 2023, vai ainda melhorar na edição de 2024

Ter um estágio importante na capital é bom para o judo nacional

A divisa do Colégio Militar é Um por todos, todos por um. Uma mensagem que combina o coletivo e o individual em termos solidários, algo que o judo também articula de forma particularmente criativa, característica que o torna, de alguma forma, num modalidade desportiva peculiar.

Renato Kobayashi no Colégio Militar

O Estágio Internacional de Lisboa, cujo promotor e diretor é Renato Kobayashi, realizou-se nos dias iniciais do mês de setembro tendo acolhido algumas centenas de judocas, competidores, treinadores e vários clubes que participaram, em grande parte, em regime de internato.

“O estágio, organizado pela Sintra Sport, foi pensado para ser uma junção dos 5 pilares do judo passando pelos veteranos, pelo judo infantil, pelo judo de competição, pelo judo dos katas e ainda pelo judo adaptado começou por nos declarar o treinador de judo, também do Colégio Militar, mas que aqui se exprimiu como organizador do evento.

“Dos cinco não conseguimos concretizar dois pilares, o dos veteranos e o dos katas, mas já temos a sua presença garantida para o próximo ano fazendo coincidir a agenda com o Estágio Nacional de Katas. Quanto aos veteranos continuaremos a apostar nessa vertente que é particularmente importante para nós e para o judo.

A vertente competição assenta num modelo claramente vencedor, tivemos no nosso estágio campeões olímpicos, campeões do mundo e da Europa e medalhados em Grand Slam. Registámos participações de Africa, da América do Sul e da Europa. Fabio Basile é um Campeão Olímpico no ativo que irá competir em Paris 2024. É um privilégio tê-lo aqui connosco” reafirmou Renato Kobayashi.

Na segunda parte da manhã de 6 de setembro o judo infantil esteve no centro das atividades do Estágio

Presenças institucionais

Sobre as interações com entidades e com potenciais instituições apoiantes do Estágio, Renato Kobayashi informou da presença e da participação de entidades públicas na sessão de abertura do Estágio “Contámos com representantes de várias instituições com destaque para a Câmara Municipal de Lisboa, a Confederação do Desporto e Federação Portuguesa de Judo. O Diretor do Colégio Militar veio dar as boas-vindas a todos e reafirmou a importância da iniciativa para a própria instituição militar.

A Cruz Vermelha Portuguesa também esteve presente e incentivou-me a dar continuidade ao trabalho em prol da saúde mental, área temática de que sou embaixador nesta ONG de importância mundial“.

Judo infantil e UEJ

“Na vertente Judo Infantil, a presença do Nuno Delgado como representante da União Europeia de judo para essa vertente, abre portas para que um módulo da formação da UEJ, relacionada com o judo para as crianças, integre o próprio estágio do ano que vem”.

Na capital de Portugal vai ser possível ter um Estágio com condições excecionais, como adiantou o representante da seleção inglesa com uma “proximidade absoluta” em todas as dimensões. O nosso objetivo é ter aqui 500 judoquinhas orientados ao mais alto nível do judo infantil europeu” adiantou ainda o nosso interlocutor.

O Judo Clube de Portimão esteve presente com vários atletas e o seu treinador Joaquim Batista

Colégio Militar com judo

“Realizando no Colégio Militar este Estágio estamos também a valorizar o judo numa instituição para a qual o judo é curricular. São cerca de duzentos alunos que frequentam assiduamente esta modalidade.

O estágio que tem por base um modelo principalmente japonês e no próximo ano teremos um Estágio em duas etapas em junho e agosto. Vamos ter aqui um High Training Campconcluiu o diretor do Estágio que já tem planos para a edição de 2024 que procurará atrair mais clubes de Lisboa onde se situa 80% do judo nacional

Estágio Internacional de Lisboa no Colégio Militar

SOBRE O AUTOR | Editor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *