16/06/2024

Uma segunda jornada com mais Europa

Pihla Salonen (FIN) em 5º lugar

Depois de uma jornada inaugural com um domínio absoluto do Japão, o segundo dia do Campeonato do Mundo de Juniores, que se realiza em Odivelas, foi marcado pelo reequilibrio nas medalhas e até pelo desaparecimento dos nipónicos do pódio da prova masculina relativa à categoria de peso de -73 kg.

Medalhas de ouro para o Azerbaijão, para a Itália e para a França e presença no pódio dos Estados-Unidos, do Brasil e do Tajiquistão a par de países europeus como a Bélgica, os Países Baixos, a Polónia e a Croácia. O Japão conquistou as duas medalhas de prata das provas femininas de -57 kg e -63 kg.

A presença portuguesa ao longo da jornada foi sobretudo marcada pelo período curto no qual se concentraram vários combates que decorreram em simultâneo em dois dos 3 tapetes, num primeiro ciclo Otari Kventidze e Tomás Gomes e logo de seguida Adriana Torres e Maria Silveira.

Maria Silveira será projetada num contra-ataque surpreendente da sua adversária Maysa Pardayeva

Exceção feita de Maria Silveira, que perdeu rapidamente o seu combate contra Maysa Pardayeva do Turquemenistão, os restantes três atletas lusos venderam cara a derrota com adversários fortes como o mongol Vlad Mitru, o britânico Davies e a georgiana Askilashvili. Tomás Gomes venceu mesmo o seu primeiro combate contra o venezuelano Perdomo e realizou um combate contra Davies que foi marcado por um grande equilíbrio.

Destaque para a atleta da Associação Académica de Coimbra, a finlandesa Pihla Salonen que atingiu a meia-final tendo perdido para a futura vencedora da categoria de peso, a italiana Veronica Toniolo e que atingiu a 5ª posição em -57 kg.

Tomás Gomes e Adriana Torres

Pihla Salonen [à esq.] vence a sua adversária no chão e Otari Kvantidze acabou por sair da imobilização evitando o wazari que ocorre aos 10 segundos.

Fotos © Judo Magazine

SOBRE O AUTOR | Editor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *