26/05/2024

Judo feminino não saiu dignificado

Sporting é Campeão Nacional de Equipas Seniores masculinas e Sport Algés e Dafundo Campeão de Equipas femininas.

O Campeonato Nacional de Equipas seniores teve por palco Odivelas que parece retomar a importância que já teve antes da recente pandemia como espaço relevante das provas do judo nacional e internacional. Houve público nas bancadas, mas fraca participação de equipas na prova, ao ponto de na vertente feminina só ter comparecido a equipa Campeã Nacional em 2022, o Sport Algés e Dafundo.

Final do Campeonato Nacional de Equipas Seniores – SCP e SAD – Foto © portugaljudo

Pedro Jacinto

Para Pedro Jacinto, treinador da equipa algesina a desilusão foi grande porque como nos adiantou “Treinámos intensamente e reforçámos muito o espírito de equipa durante todo o percurso de preparação. Para nós este elemento é muito relevante. Mas claro gostaríamos de ter competido.Seria também para nós uma oportunidade de mostrar o trabalho que realizámos até chegar à prova”. Para o técnico do SAD não está em causa a satisfação pela conquista do título porque a ideia de o merecer está bem presente “Estamos contentes porque para além do mais juntámos o título de seniores aos de cadetes e juniores. Julgo que será inédito, como situação, um clube no mesmo ano conquistar os 3 títulos nacionais de equipas” destacou Pedro Jacinto insistindo no espírito de equipa que o clube vai promovendo no seu seio.

Calendário

A questão do calendário e da data da realização da prova não podia deixar de ser abordada porque, entre outras razões, terá justificado algumas ausências “Percebemos que o Benfica que tem em curso o projeto olímpico, que esteve agora em Abu Dhabi e tem o Campeonato da Europa no próximo fim-de-semana, tenha decidido não participar. Outros clubes também não se inscreveram. A verdade é que poderíamos, no mínimo, ter quatro ou cinco equipas na prova. Julgo que o judo feminino português não saiu prestigiado desta situação”.

Universidade Lusófona e Associação Académica de Coimbra terminaram em 3º lugar

Masculinos

Sobre a prova masculina na qual o Algés e Dafundo enfrentou na final o Sporting Clube de Portugal, Campeão Nacional de 2022, Pedro Jacinto foi categórico ao dar os parabéns ao Sporting e a reconhecer que a tarefa de vencer os leões era particularmente difícil. “O percurso sólido realizado no qual ultrapassámos o Pinhal Novo e o Sintrense foi o mais importante. Mas na final houve excelentes combates nomeadamente contra atletas como o João Fernando (SCP), que está em grande forma e contra o Jorge Fernandes a quem o Pedro Lima deu uma boa réplica, teve até momentos em que quase encostou o campeão Fonseca, às cordas. Mas era uma tarefa muito difícil e o Sporting venceu com toda a naturalidade” sintetizou o técnico algesino.

Contente com o título nacional feminino e satisfeito com o percurso realizado na prova masculina Pedro Jacinto concluiu com uma nota positiva “Claro que o Benfica e Sporting têm um projeto olímpico a gerir, nós ainda não estamos nesse patamar, mas lá chegaremos, é para isso que estamos a trabalhar!”.

Resultados

Para além do Campeão Nacional, SCP e do Vice-Campeão, SAD, registe-se as medalhas de bronze da Associação Académica de Coimbra e da Universidade Lusófona que venceram respetivamente o Sintrense e os Salesianos na disputa do terceiro lugar.

CAMPEONATO NACIONAL DE EQUIPAS SENIORES 2023
MASCULINOS
1º SPORTING CLUBE DE PORTUGAL
2º SPORT ALGÉS DE DAFUNDO
3º ASSOCIAÇÃO ACADÉMICA DE COIMBRA
3º UNIVERSIDADE LUSÓFONA

FEMININOS
1º SPORT ALGÉS E DAFUNDO

Fotos das redes sociais dos clubes citados

SOBRE O AUTOR | Editor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *