19/07/2024

Catarina Costa conquista a medalha de prata no dia dos 136 anos da Académica de Coimbra

Primeira jornada do Campeonato da Europa em Montpellier tem tom dominante bleu-blanc-rouge

A atleta da AAC cedeu no combate final contra a francesa Shirine Boukli e ficou pela segunda vez à beira do título europeu. Um resultado de importância maior para o seu currículo desportivo e para a qualificação para os Jogos Olímpicos que se realizam em 2024 em Paris.

Boukli venceu no prolongamento depois de Catarina Costa ter recuperado de um wazari desfavorável,

© foto UEJ E.Di Feliciantonio

O combate decisivo prolongou-se para o Ponto de Ouro e o desfecho final favorável à atleta gaulesa teve origem num sutemi que Catarina Costa controlou atempadamente com uma rotação mas não o suficiente para impedir que o árbitro considerasse que tinha sido projetada em posição para wazari. Não foi um combate fácil para a atleta de Coimbra que contou sempre com uma dupla pressão a de Boukli que fez tudo para impedir que Catarina atacasse e do público que apoio a atleta local com muito entusiasmo.

Tema Monteiro lesionada

No combate inicial contra a atleta russa que viria a conquistar a medalha de ouro na categoria de peso de -57 kg, Daria Kurbonmamadova, depois das duas competidoras terem passado da fase de observação e de alguma prudência, numa ação que levaria Telma a ser projetada de barriga para baixo, na queda, lesionou-se numa perna e joelho. Foi retirada do tapete pela equipa médica e cessou consequentemente a sua participação num Europeu que teve um significado muito especial para ela já que com a sua presença passou a ser a competidora portuguesa com o maior número participações em Campeonatos da Europa.

Telma saiu lesionada da prova de Montpellier

Os restantes atletas da seleção que competiram nesta jornada inaugural, Joana Diogo, Maria Siderot e Rodrigo Lopes, não conseguiram ultrapassar os seus primeiros adversários.

A atleta do Algés e Dafundo, Raquel Brito, que foi convocada pela FPJ acabou por não comparecer na prova. A jovem judoca algesina está recuperar de uma lesão com alguma gravidade no cotovelo e espera poder assumir novos desafios a curto prazo, já com plena capacidade física.

Títulos e medalhas

Às três medalhas de ouro conquistadas pelos atletas e pelas atletas francesas, Shirine Boukli -48 kg feminino, Amandine Buchard -52 kg e Luka Mkheidze -60 kg devem juntar-se três outras de bronze conquistadas por Romi Picard Valadier -60 kg, por Walide Khyar -66 kg e por Sarah Leonie Cysique -57 kg. Os dois outros primeiro lugares do pódio em -57 kg e em -66kg foram ocupados por Daroa Kubonmamadova (AIN) e por por Denis Vieru da Moldávia.

AAC

A conquista da prata em Montpellier será certamente uma excelente prende de anos para Catarina Costa oferecer simbolicamente ao seu clube. Hoje a Associação Académica de Coimbra celebra os seus 136 anos de vida académica. Para marcar a data comemorativa vai decorrer esta noite a habitual Gala. A cerimónia vai decorrer no Palácio de São Marcos a partir das 19h00. Os 136 anos de história da AAC serão relembrados ao longo da gala assim como também as personalidades mais marcantes da vida académica, da tradição e da cultura coimbrã.

Associação Académica de Coimbra

SOBRE O AUTOR | Editor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *