Veteranos deram à perna

Primeiro treino nacional do ano teve lugar no Mucifal

António Boloto e Carolina Costa foram dando o mote ao longo da manhã de sábado dia 7 de janeiro para incentivar os veteranos que vieram até à freguesia de Colares, Sintra, para participar no treino que decorreu de forma tranquila no dojo da AJUM – Academia de Judo União Mucifalense.

Veteranos trabalharam ao ritmo de António Boloto

Boloto, na liderança da sessão, não hesitou em partilhar os seus conhecimentos ao mesmo tempo que clarificou a sua perspetiva como treinador “O nosso dilema é sempre o mesmo. Tendemos a apresentar as técnicas que conhecemos e aplicamos melhor. Esta abordagem pode afunilar o sentido de progressão dos atletas. Mas a verdade é que também contribuímos para a sua especialização porque podem aproveitar a nossa experiência”.

Este foi o espírito que dominou o treino. Todos os presentes interessados e envolvidos no trabalho proposto pelo treinador de Viseu, que é uma referência no setor dos veteranos a nível nacional e internacional. Por sua vez, nas paragens, houve conversa e reflexão sobre questões de interesse comum. “Estamos aqui para aprender uns com os outros e para partilhar os nossos saberes” esta foi a tónica reafirmada pelos três dinamizadores da iniciativa, o próprio António Boloto, Carolina Costa que para além de ser Presidente da AJDLisboa é também uma atleta assídua nas provas nacionais e internacionais de veteranos e Jorge Firmino o anfitrião que para além de ser treinador da Academia de Judo Mucifalense é um dos entusiastas do projeto nacional de revitalização das atividades entre veteranos nos diversos pontos do país.

Autarca de Colares e Jorge Firmino da AJUM

Almoço em Sintra

Os veteranos, quando se juntam, recorrem sempre a dois instrumentos fundamentais: o judogi e a faca e o garfo. O judogi é o elo de ligação indispensável para quem o judo é uma modalidade do coração. A experiência gastronómica é importante, mas ela é sobretudo um excelente pretexto para conversas animadas que atravessam a mesa em almoços que aparentam não ter fim.

Desta vez na Toca do Júlio encontrámos na liderança do projeto hoteleiro o filho de um praticante dos primeiros tempos do judo naquelas terras e que foi treinado por António Geraldes, figura incontornável deste território de judocas de boas memórias.

O Presidente da Junta de Freguesia de Colares, Pedro Silva Filipe, acompanhou o treino e teve oportunidade de destacar a importância que o judo tem na atividade desportiva da freguesia.

Restaurante com judo à porta de entrada

SOBRE O AUTOR | Editor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *