16/06/2024

Entre 27 de julho e 2 de agosto os seis judocas que vão representar Portugal estarão em ação na Arena Champ de Mars

No dia 27 de julho, às 10h francesas e 9h portuguesas começa a prova rainha do judo internacional. As atletas com -48 kg e os atletas com – 60 kg, abrem o grande palco olímpico do judo.

Arena Champ de Mars

27 de julho

Neste primeiro grupo combate Catarina Costa que será cabeça de série e consequentemente evitará nos primeiros embates as suas adversárias mais diretas da subida ao pódio. A atleta da Equipa-Portugal estará sozinha em prova nessa jornada inaugural.

Os restantes colegas de equipa olímpica estarão certamente nas bancadas a apoiar a atleta de Coimbra que é uma das esperanças para a conquista de uma medalha no Judo Paris 2024.

30 de julho

No dia 30 entram na área de competição da Arena Champ de Mars João Fernando [-81 kg] e Bárbara Timo [-63 kg].

Bárbara Timo é uma competidora com muita experiência, recorde-se que já foi vice-campeã do Mundo, e é sabido como se dedica e empenha na preparação das provas mais exigentes. como esta o será. Mais recentemente introduziu no seu judo técnicas como Tomoe-nage e diversificou as situações nas quais recorre ao makikomi conhecido de todas as suas adversárias. Com 33 anos e 16ª do ranking mundial, 15 ª do ranking olímpico, tem disputado sem sucesso as medalhas de bronze nas provas em que tem participado e vai ainda a Madrid, no próximo fim-de-semana, disputar o Open da capital espanhola.

Por sua vez João Fernando, que já ombreou com os melhores atletas a nível mundial da sua categoria de peso, é um competidor seguro que controla bem as situações de judo nervoso e impulsivo de muitos atletas de -81 kg. Com 24 anos, ocupa o 24º lugar no ranking mundial e tem vindo a obter resultados de elevado nível no plano internacional com destaque para a medalha de bronze no Grand Slam de Antália em março passado.

1 de agosto

No dia 1 de agosto Patrícia Sampaio e Jorge Fernandes entram na disputa de uma presença no pódio em -78 kg [feminino] e -100 kg [masculino], ambos têm expectativa e legitimidade para aspirarem a posições cimeiras nestas provas de judo dos Jogos Olímpicos de Paris. Patrícia é uma candidata natural a uma presença no bloco das finais, mas importa referir que não sendo cabeça de série pode vir a ter pela frente, na fase das eliminatórias candidatas ao pódio, e até à medalha de ouro.

Já Jorge Fonseca partirá de uma posição mais confortável, o ex-bi campeão do Mundo será cabeça de série já que um dos canadianos que se encontram à sua frente no ranking olímpico [Elnahas e Reyes] terá que sair. Assim do 9º lugar atual o judoca português passará para a tão desejada posição entre os 8 primeiros do ranking. Sendo um dos judocas mais estudados de sempre pelos seus adversários, sobretudo para tentar a todo o custo neutralizar os primeiro 20 segundos de judo explosivo, Fonseca é também trabalhado pelos seus opositores para arrastar o combate para o Golden Score [pós-4 mn] e jogar com o cansaço do atleta luso que se sente menos à vontade nas situações de resistência pura.

2 de agosto

Rochele Nunes na categoria de peso de + de 78 kg irá competir no dia 2 de agosto a par dos judocas masculinos de + de 100 kg. Rochele que obteve um conjunto de grandes resultados no processo de qualificação que lhe permitiram ocupar a 13ª posição no ranking olímpico teve na reta final um desempenho menos forte, mas a vitória que alcançou em outubro de 2023 no Grand Slam de Abu Dhabi foi um sinal que a judoca lusa pode surpreender nos grandes ambientes e nos desafios mais exigentes.

Seis judocas lusos que irão alimentar muitas emoções e as esperanças entusiásticas de milhares de judocas e de milhões de portugueses.

Jorge Fonseca, João Fernando, Catarina Costa e Patrícia Sampaio, Bárbara Timo e Rochele Nunes.

SOBRE O AUTOR | Editor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *