16/06/2024

As voltas que as qualificações olímpicas dão

O que ainda está em jogo em Lima?

Muita coisa está a acontecer e não há bloco de apontamentos ou folha Excel que resista neste reboliço constante relacionado com as qualificações olímpicas que o Campeonato do Mundo de Abu Dhabi esteve longe acalmar ou até mesmo de encerrar.

Uma coisa é certa desde o Open de Marraquexe nos passados dias 1 e 2 de junho que as várias zonas de fronteira dos blocos de qualificação estão em permanente mutação. Os apuramento diretos já evoluíram, e bastante. Os últimos qualificados pelas quotas continentais estão em permanente alteração. As quotas de retorno ainda estão em grande indefinição. Os 15 lugares das Wild Cards são uma grande incógnita.

E agora? O que ainda está em jogo em Lima?


Como resultado dos quatro últimos Open há que referenciar a alegria da dinamarquesa Laerke Olsen. Já se tinha despedido mas agora é a última apurada pela quota continental da Europa. Efeitos do apuramento do sueco Nyman.

“O sueco Nyman passou a ser o atleta sueco pela vaga continental. Saiu o ucraniano mas abriu vaga para que a ucraniana passe a ocupar a última vaga feminina”

Olympic Games Tokyo 2020, ROUND 1 CAN BEAUCHEMIN-PINARD vs DEN OLSEN, -63 kg
(c) Di Feliciantonio Emanuele

O que ainda estará em jogo em Lima?
A lista final das quotas masculina e feminina de África parece nunca mais aparecer! Os dois atletas das ilhas Maurícias um feminino e outro masculino estão separados por somente 4 pontos. Para se defender a atleta Morand tem que fazer prata ou ouro enquanto o Feuillet poderá chegar fazer quinto caso não haja prata ou ouro para as Maurícias nos -48 kg.

E isso pode originar que se entrar o representante masculino das Maurícias o representante da Tanzânia sairá abrindo uma vaga para as femininas de África. Mas é só isso? Já que saber definitivamente a situação da atleta angolana que continua a aparecer no ranking olímpico embora já tenha sido riscada da lista mundial. Se for afastada então o Pedro Edmilson entra, poderá sair também o representante do Burundi, Carmel, e abre espaço nos femininos para a Jacira de Moçambique e para a representante do Togo dos -78kg.

Enfim ficamos na expectativa de ver o que se vai passar assim como de saber se o Kiribati assigna para os JO o seu representante masculino ou o feminino. Só depois é que se saberá da última vaga por retorno. Hoje só há indicação da Menz e da Natasha Ferreira.

Depois é esperar para saber os premiados com os 15 lugares de wild card. Será que pode haver surpresas? A IJF já deve saber mas nós ainda temos que esperar para saber.

Com a colaboração de Paulo Esteves

SOBRE O AUTOR | Editor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *