19/07/2024

Juvenis em Albergaria-a-Velha

Nacional individual e de equipas trouxe clubes a Aveiro

Razões haverá para que as provas mais recentes do calendário desportivo da FPJ, exceção feita do Open de Coimbra, tenham sido realizadas no distrito de Aveiro. Uma coisa é certa nem todos apreciam esta descentralização que assume agora caráter de nova concentração já que o esforço nas deslocações que é pedido à esmagadora maioria dos clubes que se movimentam do Algarve, Setúbal, Lisboa, Santarém, Leiria, Coimbra e de outras regiões do país tem impacto nos custos e nas condições desportivas de participação. 

Os sorrisos da vitória dos jovens do Pragal

Do que registámos sobre o tema não estará em causa a descentralização das provas e eventos nacionais, mas antes a forma como está a ser realizada. De qualquer forma este Campeonato de Apuramento para a Seleção Nacional de juvenis que teve lugar em Angeja, no concelho de Albergaria-a-Velha, encerrou o ciclo do primeiro semestre dando agora lugar a um período de férias que cada clube irá gerir à sua maneira, muitos deles com propostas de férias desportivas, estágios ou iniciativas similares. 

Na primeira jornada a prova foi reservada aos desempenhos individuais e na segunda foram as equipas que tiveram presença no tapete. 

O formato da competição, apesar de ser um escalão de formação e a participação ser de atletas muito jovens, é idêntico ao dos cadetes, dos juniores, dos sub-23 e dos seniores, prevalecendo aqui a regra e a ideia-força “de pequenino se é que se torce o pepino”. 

Para os clubes este tipo de prova assume ainda o caráter de montra do trabalho que é realizado em matéria de preparação para a competição e as consequências certamente involuntárias, apesar do ambiente cordial existente, acabam por colocar estas provas desportivas em campos de excessiva competitividade e de serem secundarizadas áreas de aprendizagem e formas de cooperação que podem coabitar com a saudável disputa desportiva. 

Com todas as limitações que podem ser identificadas as jornadas do CASN juvenis transformam-se apesar de tudo em festa e em convívio alargado e constituem experiências relevantes para todos os participantes. Um dos registos a destacar radica na participação de atletas de outros clubes na composição da equipa que se apresenta em prova com necessidade de ser reforçada numa ou duas categorias de peso. 

Trata-se de uma verdadeira experiência de cooperação entre atletas e clubes. Às tantas rivais e adversários na prova individual surgem nas equipas como parceiros e com interesses comuns. A vitória ao ser alcançada passa a ser de todos e a convergência cimenta laços de cumplicidade e até de amizade em algumas circunstâncias. Resultados e clubes 

Resultados | Masculinos e femininos – individuais

  • MASCULINOS
  • -34kg
  • Afonso PENEDO, SUS
  • 2º Martin CONCEIÇÃO, JCPr
  • 3º João LOPES, SLB
  • 3º Afonso GONÇALVES, AJCB
  • -38kg
  • 1º Rodrigo CARBONE, JCLx
  • 2º Armando QUINTINO, JCPr
  • 3º Gustavo TEIXEIRA, CJMo
  • 3º Gonçalo BRITO, FSAL
  • -42kg
  • 1º Lourenço PAULA, JCP
  • 2º Martim FAGUNDES, JCRG
  • 3º Guilherme NOGUEIRA, MonC
  • 3º Tomás LOPES, CJTN
  • -46kg
  • 1º Rodrigo ALMEIDA, JCLx
  • 2º Rodrigo HILÁRIO, JCAl
  • 3º Eduardo DIAS, CJMo
  • 3º Daniel SILVA, MMSC
  • -50kg
  • 1º Tomás FRANÇA, JCLa
  • 2º Carlos BAEZ, JCPr
  • 3º Diogo SOARES, JCPr
  • 3º Pedro GOUVEIA, JCP
  • -55kg
  • 1º Tomás PINTO, CJPo
  • 2º João SERRANO, JCMG
  • 3º Pedro COSTA, CJTN
  • 3º Francisco VALENTE, ULHT
  • -60kg
  • 1º Afonso ROSA, CJMo
  • 2º Ivo CARNEIRO, GDCC
  • 3º Tomás CORREIA, JCGa
  • 3º Pedro RIBEIRO, EJND
  • -66kg
  • 1º Vicente SILVA, SFGP
  • 2º Leonardo SILVA, CJMo
  • 3º Loan RAIMUNDO, CASJ
  • 3º Martim LOBATO, APEL
  • -73kg
  • 1º Miguel ROSA, AAC
  • 2º Lucas BALTAZAR, CNFc
  • 3º Henrique COUTINHO, JCLa
  • 3º Horobets MAKSYM, JCPt
  • -81kg
  • 1º João SURUCEAN, JCAl
  • 2º Pedro COSTA, CJTN
  • 3º André SPERKACH, SUS
  • 3º Gonçalo CORREIA, CEAr
  • +81kg
  • 1º Gabriel VIEIRA, CJTo
  • 2º José MARQUES, EJND
  • 3º Mark NAYDENKO, AJAr
  • 3º Gabriel FORTES, SLB

  • FEMININOS
  • -40kg
  • 1º Guida PEREIRA, CJAH
  • 2º Maria TEIXEIRA, EJC
  • 3º Veruska BORGES, AJFC
  • 3º Marta PIRES, EJND
  • FEM
  • -44kg
  • 1º Inês DOMINGOS, CJRi
  • 2º Matilde GASPAR, CAAL
  • 3º Diana FRADIQUE, EJND
  • 3º Carolina SANTOS, AJAr
  • -48kg
  • 1º Sofia GASPAR, AAC
  • 2º Matilde ALARCÃO, GRGc
  • 3º Beatriz MARIANO, JCPt
  • 3º Juno RODRIGUES, JCPvz
  • -52kg
  • 1º Carina CHERNOVA, SCP
  • 2º Joana CRISÓSTOMO, ULHT
  • 3º Inês DUARTE, JCPt
  • 3º Frederica GONÇALVES, CEJA
  • -57kg
  • 1º Matilde CALDEIRA, JCPr
  • 2º Diana CALHEIROS, JCPo
  • 3º Rosa LOURO, FSAL
  • 3º Margarida MARICATO, CJMo
  • -63kg
  • 1º Erica GOMES, SCP
  • 2º Leonor TRONCOSO, A4JP
  • 3º Beatriz AROUCA, CIMM
  • 3º Joana ROQUE, CJAH
  • -70kg
  • 1º Maria GIL, CJMo
  • 2º Madalena LEITÃO, SAD
  • 3º Matilde ALVES, COCS
  • 3º Inês MÊDA, JCGa
  • +70kg
  • 1º Mariana MORGADO, JCVC
  • 2º Iara MANÉ, CAAL
  • 3º Mafalda CARDOSO, AJAm
  • 3º Laura SILVA, MonC

PROVA DE EQUIPAS

A competição de contou com 19 equipas, 5 femininas e 14 equipas masculinas.

O Judo Clube do Pragal conquistou o título de campeão nacional de equipas masculinas. Depois do título de equipas do escalão cadetes, o clube de Setúbal venceu a prova de juvenis. O Judo Clube de Lagoa dos Açores conquistou a medalha de prata tendo o bronze foi repartido pelo Judo Clube de Lisboa e Clube de Judo do Montijo.

Equipas do Clube de Judo do Montijo, do Judo Clube de Lagoa e do Judo Clube de Lisboa e do campeão nacional Judo Clube do Pragal.

Prova de equipas femininas

O Sport Algés e Dafundo venceu a prova de equipas femininas tendo sido acompanhado no pódio pela 4Judo [prata] e pelo Clube de Judo do Montijo [bronze].

Equipas do 4Judo Project, do Clube de Judo do Montijo e da equipa campeã nacional o Sport Algés e Dafundo.

Fotos © dos clubes e FPJ

SOBRE O AUTOR | Editor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *