21/05/2024

A democracia no desporto e na vida

Uma associação juvenil de praticantes reforça a democracia interna nos clubes e fomenta a participação

Quando muitas perplexidades e até julgamentos precipitados sobre a aprendizagem dos processos democráticos por parte dos mais jovens percorrem as páginas de revistas e jornais, sobretudo depois do último acto eleitoral, aqui está uma resposta simples de implementar e que responde a dois critérios fundamentais da participação cidadã: envolve jovens desportistas em torno de matérias que lhes dizem diretamente respeito e propõe ações concretas a serem levadas a efeito coletivamente.

Esta iniciativa no Grupo Recreativo Gonçalvinhense merece ser acompanhada podendo, no futuro, vir a servir de exemplo para projetos similares de aprendizagem e de reforço das dinâmicas democráticas na sociedade.

Três dirigentes e dinamizadores da AJGRG

Colaboração da AJGRG

Passado um ano desde o planeamento desta associação, no dia 16 de abril, a Associação Juvenil do Grupo Recreativo Gonçalvinhense finalmente foi constituída e oficializada no Cartório Nacional de Sintra.

A AJGRG nasce a partir da vontade dos atletas integrantes do próprio clube, almejando haver democracia e vontade de expressão dentro do seu clube desportivo.

Criada a Associação Juvenil, sendo esta a primeira associação juvenil no pais a nascer dentro de um clube desportivo (para um melhor entendimento: é como se fosse criada pela primeira vez uma associação de estudantes numa escola/universidade), esta tem como objetivo a assunção de atletas dinamicos, interessados nos domínios dos setores de desporto, da educação, da saúde e da cultura, e que estes possam promover uma comunidade local mais ativa, participativa e inclusiva, através da realização de projetos de caráter social, fustigando a formação, inclusão, diversidade e respeito intercomunitário, produzindo recursos pedagógicos para o clube e comunidade.

Jita Kiyoei- Beneficio Mutuo, aproveitamos o talento que existe na nossa comunidade para potenciarmos as suas capacidades ao máximo, através do Judo e do trabalho que cá é feito diariamente. São Sementes plantadas desde 2007 e que todos eles, sem excepção, floriram e espalham agora as suas sementes. Que o desporto seja sempre um lugar de auto conhecimento, de auto expressão, mas principalmente um lugar democrático onde devir (“tornar-se”, “passar a ser”) não só um atleta, mas um cidadão exemplar.”

Texto da autoria da AJGRG

Foto © GRGonçalvinhense

SOBRE O AUTOR | Editor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *