21/05/2024

Chama olímpica acesa em Atenas segue rota para Paris

PARIS 2024 – Cerimónia realizada na antiga Olímpia juntou instituições do poder político e desportivo

O espaço, em Olímpia, no qual decorreu a cerimónia era sóbrio e de uma enorme simplicidade. A opção dos organizadores por espaços verdes e carregados de simbolismo contrasta com as grande jornadas de eventos espetaculares que marcam a abertura deste tipo de eventos globais.

Coreografias evocaram deuses e paz

Os Jogos Olímpicos são um grande negócio de milhões, antes da sua realização e naturalmente durante o período no qual ocorrem as competições, mas esse facto não reduz a sua importância na história da cultura ocidental, com destaque para a mitologia grega e de forma mais precisa a relação com os Deuses do Olimpo e de forma especial com Apolo que foi evocado na cerimónia de hoje.

Apolo era o deus do Sol e irmão gémeo de Ártemis. Era uma divindade com forte ligação à música e às artes e era conhecido como dono de uma grande habilidade com o arco e a flecha. Foi o algoz da serpente gigante Píton, enviada por Hera para perseguir a mãe de Apolo. Era um deus conhecido pelo seu vigor físico e pela sua beleza.

esportes dos jogos olímpicos da grécia antiga

Os Jogos Olímpicos da Grécia Antiga foram a inspiração para as Olimpíadas da Era Moderna, que estrearam em 1896. Nas competições da Antiguidade, apenas homens livres nascidos em alguma das cidades-estado gregas poderiam competir na sagrada Olímpia, sede de todas as edições da época. Apesar da disputa acontecer durante períodos de trégua, as modalidades eram baseados em habilidades exigidas aos soldados.

Na cerimónia de hoje o palco foi principalmente dominado por mulheres quer em funções de representação mitológica quer na execução de coreografias delicadas e harmoniosas, próprias cultura grega antiga. Uma realidade que contrasta com as regras do Jogos Olímpicos iniciais [776 a.c.] que eram reservados a homens e soldados.

A chama foi acesa e transportada por atletas olímpicos da Grécia e de França. Até dia 25 de julho, data da sua chegada final a Paris, a tocha olímpica vai percorrer países e regiões de França numa atividade promocional que recupera a tradição na Grécia Antiga de 3 meses antes dos Jogos os mensageiros percorriam terras e territórios para anunciar os Jogos e as tréguas a eles associados.

GALERIA | Imagens da cerimónia – COI Comité Olímpico Internacional

SOBRE O AUTOR | Editor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *