25/06/2024

Bárbara Timo, um bom resultado com sabor amargo

Anri Egutidze venceu Muki, um dos favoritos, mas não foi mais além

Bárbara Timo terminou em 5º lugar na segunda jornada do Campeonato da Europa que decorre em Montpellier. Para as aspirações olímpicas da atleta do Sport Lisboa e Benfica trata-se de um resultado simultaneamente tranquilizador e de alguma forma frustrante. Tranquilizador porque confirma a sua presença no “”bolo das disputas de medalha.” como afirma a atleta na autoavaliação que realizou pós-prova e frustrante porque um quinto lugar a nível europeu remete-a, apesar de tudo, para uma segunda linha do topo mundial, o que já não corresponde ao seu estatuto e prestígio na categoria de peso de -63 kg.

Bárbara Timo no seu primeiro combate em Montpellier

Este paradoxo é quase intrínseco à classificação propriamente dita, o 5º lugar, já que a disputa de uma medalha sem obter o resultado desejado traduz-se sempre em frustração, mas claro depende da forma como terá decorrido o combate e os sinais que ele indica para o ou a atleta. No caso existe consenso que o desgaste de Timo no percurso realizado até ao combate decisivo para o bronze terá sido fatal e terá colocado as duas opositoras, Fazliu e ela própria, em situação de clara desigualdade com desvantagem para a atleta lusa. Esta questão remete-nos para a avaliação crítica que Shozo Fujii que recentemente defendeu o fim do Golden Score. Um assunto sobre o qual valerá a pena continuar a pensar.


A par do brilhante resultado de Bárbara Timo há a registar o desempenho de Anri Egutidze que venceu Muki (ISR), um dos candidatos ao título em -81 kg, no primeiro combate das eliminatórias. Foi um bom arranque que não teve continuidade já que Anri foi de seguida ultrapassado pelo seu adversário ucraniano. Note-se que nesta categoria de peso registaram-se autênticos combates de “gigantes” com o belga Casse a ser derrotado nos quartos-de-final pelo austríaco Borchashvili e na disputa do bronze pelo francês Djalo. O turco Albayrak saiu vencedor em -81 kg numa emocionante final contra o georgiano Tato Grigalashvili.

O combate da disputa do bronze

Fotos © Carlos Ferreira UE

SOBRE O AUTOR | Editor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *