19/07/2024

Projetos do clube Parafuso no Entroncamento promovem a modalidade e as parcerias locais

Um clube com 112 anos, só por si, constitui algo de muito especial. A presença de uma secção de judo, ativa, com participações regulares em provas distritais e até nacionais é digna de registo. O Parafuso, no Entroncamento, também organiza iniciativas e eventos desportivos ligados à modalidade.

Open da Cidade do Entroncamento, 2023

Conseguimos imaginar, no início do século passado, a constituição de um clube recreativo, no Entroncamento, certamente inspirada na tradição operária da época de organizar atividades de cultura e recreio de cariz popular. Os ferroviários, que foram sempre o corpo profissional estruturante da vida e da cultura da cidade, foram impulsionadores de muitas iniciativas que, entre outras, promoviam a alfabetização, a leitura e a ação cultural que a República veio incentivar em todo o país a partir de 1910. O Entroncamento, na sua origem denominado Ponte de Pedra, por ser um ponto de bifurcação entre as linhas do Norte e da Beira Alta incorporou na sua cultura local esta dimensão bipolar de espaço de confluência e de distribuição. Surge assim como particularmente interessante a denominação “Parafuso” para um clube que quiz certamente marcar a sua identidade com uma matriz laboral, associada ao mundo do trabalho, da técnica e simbolicamente à função discreta dos pequenos elementos que acabam por ser determinantes para que os conjuntos funcionem.

João Barbosa é o atual treinador e dinamizador do judo no clube. Apresenta-nos aqui a atividade e sobretudo os projetos que o Parafuso leva à prática durante o ano. De sinalizar a realização recente do Open da Cidade do Entroncamento cuja organização foi apoiada pela Associação de Judo do Distrito de Santarém.

Grupo Recreativo 1.º de Outubro de 1911 “Parafuso”

por João Barbosa

O Grupo Recreativo 1.º de Outubro de 1911 “Parafuso” do Entroncamento, que tal como o seu próprio nome indica foi fundado a 1/10/1911, é um clube com 112 anos de história desportiva e associativismo.

Este é um dos clubes fundadores da Associação de Judo do Distrito de Santarém, tendo iniciado a prática do Judo na década de oitenta através do Coronel António Luís dos Santos, seguindo-se Trincão Marques, Reinaldo e André Sava. Atualmente, o treinador de Judo do clube é João Barbosa, 2.º DAN.

Os projetos e as parcerias locais

Neste momento, o Parafuso conta com cerca de 35 atletas, nos diferentes escalões etários da modalidade desde a formação à competição, sendo portador de vários títulos nacionais e internacionais ao longo de todos estes anos.

São vários os projetos de promoção e divulgação da modalidade neste clube, nomeadamente em parceria com o Agrupamento de Escolas Cidade do Entroncamento, bem como com a Câmara Municipal desta cidade. Um dos projetos designa-se de Judo por 1€ e dá a possibilidade a todos os alunos das escolas do 1.º Ciclo de praticarem a modalidade de Judo na própria escola. Este clube tem ainda protocolo estabelecido com o CERE (Centro de Recuperação e Educação do Entroncamento) promovendo desta forma o Judo Adaptado, pois os alunos portadores de deficiência têm acesso à prática de Judo adaptado às suas capacidades. Neste seguimento existe também uma parceria com o Projeto CAVI, em que um dos seus objetivos é promover a inserção social pela prática desportiva, ou seja, alguns alunos do projeto em causa participam nos treinos do clube.

Iniciativas contam com o apoio da Associação de Judo do Distrito de Santarém e da Câmara Municipal do Entroncamento

Vontade de cooperar

O Parafuso encontra-se disponível para colaborar com qualquer entidade, ajudando a promover a modalidade junto da comunidade, nomeadamente com a Associação de Judo do Distrito de Santarém. Conjuntamente com o Município do Entroncamento foi possível dar palco a três grandes momentos de Judo no passado fim de semana, através da organização do I Open Internacional Cidade do Entroncamento, prova esta que contou com cerca de 80 atletas, oriundos de vários pontos do país, assim como de uma equipa espanhola. Ocorreu também o Projeto Judo +, que contou com cerca de 120 jovens e adultos que demonstraram toda a sua motivação e alegria com a prática do Judo. Como não há duas sem três decorreu em simultâneo o I Torneio Super Judo, em que atletas portadores de deficiência demonstraram que esta modalidade é para todos, independentemente de idade, género ou capacidade.

Posto isto, estamos cientes de que tudo isto só foi possível devido ao trabalho conjunto da Associação de Judo de Santarém, do Grupo Recreativo 1.º de Outubro de 1911 “Parafuso” e do Município do Entroncamento.

Colaboração de João Barbosa – Parafuso, © fotos

SOBRE O AUTOR | Editor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *