19/07/2024

A capital da Sérvia no centro dos acontecimentos do judo europeu

Belgrado acolheu o 75º Congresso da União Europeia de Judo e o Campeonato da Europa de Clubes-Liga dos Campeões que, exceção feita de algumas provas locais, encerraram o calendário desportivo e institucional da UEJ.

O público entusiasta de Belgrado marcou a prova pelo seu apoio às equipas locais

Congresso

O Congresso da UEJ contou com a presença de 109 representantes de 48 países do Velho Continente. Tratou-se de um evento de consolidação da liderança do húngaro Toth que sucedeu ao Presidente russo  Sergey Soloveychik que renunciou à presidência da UEJ em Fevereiro de 2022 depois da Rússia ter invadido a Ucrânia e Vladimir Putin ter visto todos os seus títulos na Federação Internacional de Judo suspensos.

Lazlo Toth muito próximo de Vizer, o austríaco que preside à FIJ-Federação Internacional de Judo, viabiliza esta liderança austro-húngara que tem os seus principais apoios em territórios do Leste Europeu e nos países da Comunidade dos Estados Independentes, ex-repúblicas da União Soviética.

Portugal esteve representado no Congresso por Sérgio Pina, Presidente da FPJ, Nuno Carvalho e Catarina Rodrigues que é Diretora de Atividades da FPJ e Diretora Desportiva da UEJ.

Congresso da UEJ com a presença da FPJ

Campeonato da Europa de Clubes

A prova de clubes, masculina e feminina, parece ter esgotado o seu interesse e potencial nos termos do atual modelo. A sua realização obedece principalmente a interesses e compromissos publicitários e está longe se suscitar o entusiasmo das provas de equipas mistas que já conquistaram os públicos do judo a nível nacional e internacional.

Nesta edição surgiram alguns elementos curiosos como a composição ds equipas de clubes que reúnem atletas de várias nacionalidades. A título de exemplo na equipa do Paris-Saint-Germain, para além de atletas franceses como Teddy Riner (Campeão Olímpico em Londres e Rio de Janeiro) integraram o coletivo parisiense o Campeão Olímpico Lasha Bekauri e o Campeão do Mundo Tato Grigalashvili ambos georgianos. Da mesma forma a britânica Lucy Renshall juntou-se a Dicko, Buchard , Gneto e Pinot na equipa feminina.

O OJK de Belgrado venceu a prova masculina ao derrotar a equipa grega do Aris, tendo nas suas fileiras dois espanhóis, Alberto Gaitero e Jorge Cano Garcia e o Paris-Saint-Germain conquistou o ouro na competição feminina com uma vitória categórica (3-0) sobre um outro clube francês o Judo Club Pontault Combault.

Equipa feminina do Paris-Saint-Germain vencedora da prova

Fotos © UEJ

SOBRE O AUTOR | Editor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *