19/07/2024

No Dia Mundial do Judo a IJF incentiva os judocas a convidarem amigos

As atividades relacionadas com o Dia Mundial do Judo irão ser levadas a efeito entre 23 e 28 de outubro de 2023. Já se instalou a tradição dos clubes e das associações organizarem, a nível local, iniciativas de celebração, treinos especiais, convívios, caminhadas, festas, concursos, enfim um elevado número de ações, muitas delas no dojo mas também nos diversos espaços públicos das respetivas localidades.

No judo, fazemos amigos para a vida

No ano em curso os judocas estão a ser convidados para trazerem um amigo para participar na iniciativa que o clube irá organizar ou pura e simplesmente para virem partilhar o tapete com os praticantes habituais, no dia do treino semanal. O Dia Mundial do judo está aí!

O convite com o lema “TRAZ UM AMIGO” surge assim associado a uma grande responsabilidade. Trazer alguém a “casa” é também revelar as vivências internas e pôr a nu, aos olhos de estranhos, o que se faz, o que se diz e o que se pensa “cá dentro”.

À curiosidade e à pergunta “mas o que é que acontece num dojo de judo” responde-se agora de forma direta “vem ver, não hesites, eu estou a convidar-te!”.

O que se faz

Mostrar o que se faz, às tantas é o menos complicado. Um treino de judo, é um treino de judo. Mas nesse dia talvez valha a pena realizar uma programação da sessão em moldes especiais. Arranjar uma maneira de todos se apresentarem uns aos outros, os praticantes da modalidade e os amigos convidados, já que os amigos recém-chegados passam muito facilmente a amigos dos nossos colegas de clube. Até pode acontecer que o amigo que vem pela primeira vez já conheça outros judocas e então tudo fica mais fácil.

O que se diz

Mostrar o que se diz surge como uma matéria um pouco mais complicada. Teremos que admitir que os convidados fiquem um pouco desconfiados com o recurso a termos japoneses que desconhecem e para os quais não encontram justificação para a sua utilização num país que tem a sua língua e a sua cultura. Da mesma forma o ritual de saudação com uma vénia pode ter várias interpretações, se não estiver associado, na prática do judo, a um dos valores olímpicos que é o respeito. Esta linguagem não-verbal também vai exigir uma explicação, que se for dada de forma lúdica, facilitará muito a clarificação. Não nos podemos esquecer que modalidades desportivas como o judo estão “contaminadas” pela sua cultura de origem, da mesma forma que o “foot-ball” também disseminou referências como keeper, offside, goal .

O que se pensa

Esta é a parte mais exigente do CONVITE. No fundo não é obrigatório que sejam explicitadas ideias ou formas de pensar a quem é convidado por um dia. Mas também sabemos que existe uma forte inclinação para justificar a qualidade e a relevância do judo através dos valores institucionalizados na modalidade.

Neste plano coabitam várias abordagens que são próprias de um coletivo vivo que é a comunidade judoca. Uns recorrem aos valores pré-estabelecidos como um Código Moral, outros como um quadro de referência Normalizador e Regulador dos comportamentos sociais, outros como uma plataforma de Harmonização nos grupos de praticantes, outros ainda como base terapêutica face a distúrbios próprios da infância e da adolescência, outros finalmente por razões meramente formais, sem lhes atribuir um significado particularmente relevante.

O que importa assumir é que os VALORES são uma construção social. Não têm valor absoluto e são associados a quadros de referências culturais e éticos próprios de quem os mobiliza para objetivos pré-estabelecidos.Sabemos que podemos recorrer ao conceito de respeito, como na cultura olímpica, para invocar o “o jogo limpo” ou podemos utilizá-lo, noutras abordagens prescritivistas, para estabelecer uma relação hierárquica obrigatória que conduz à submissão e à sujeição. É o protagonista dominante na relação que estabelece a interpretação que é generalizada ou assumida como norma de conduta.

Assim, nestas iniciativas seria útil, para a globalidade da modalidade, que fosse associado ao valor da amizade – tema central de 2023 – a ideia do convívio, da partilha, do apoio-mútuo, da aventura em grupo, no fundo do judo ser um quadro no qual se FAZEM AMIGOS PARA A VIDA.

Outros postais de promoção do judo na ótica do desenvolvimento e da cidadania.

Imagens FranceJudo/JudoMagazine

SOBRE O AUTOR | Editor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *