Jovens Repórteres do Judo

GRAND PRIX DE ALMADA | Jovens Repórteres do Judo – Marinha Grande e Açores

Grand Prix de Almada influenciou o judo nos Açores

O Grand Prix de Almada foi o primeiro grande evento de Judo em Portugal com a presença de vários atletas de várias nacionalidades entre elas a seleção japonesa e a portuguesa que teve alguns atletas medalhados tais como Jorge Fonseca. Este evento teve uma grande repercussão a nível insular  trazendo grande inspiração para os atletas do arquipélago dos Açores.



Miguel Tavares | Jovem Repórter do Judo | Ponta Delgada – AÇORES

O Grand Prix de Portugal continua no coração dos jovens judocas portugueses

Por Luís Carqueijeiro | Jovem Repórter do Judo | Marinha Grande

No final de um treino, afinal de contas mais um entre tantos outros, chegou o convite do nosso treinador para que o acompanharmos e assistimos ao Grand Prix de Portugal 2022, em Almada.

É certo que o Judo Clube da Marinha Grande (JCMG) já habituou os seus atletas a atividades e experiências que se realizam fora do tatami. A pandemia limitou essas iniciativas e até no judo houve menos treinos e provas.

O dia D chegou bem cedinho

Assim, e depois de no dia anterior termos realizado um teste ao covid, o dia D chegou e bem cedinho, sem mostrar descontentamento lá partimos, em direção a Almada.

O primeiro dia de prova tinha sido fantástico para os atletas portugueses: uma medalha de ouro e duas de bronze. Estas medalhas elevavam a nossa excitação e por isso foi espetacular fazer a viagem e partilhar essas emoções com os restantes.

Realmente, tenho que ser sincero, eu sabia que íamos ver combates inéditos, protagonizados por os melhores atletas da modalidade e de todo mundo. Mas, partilhar a experiência com o grupo de amigos que esteve comigo, ainda me marcou mais.

Luís Carqueijeiro

O desporto e, neste caso, mais especificamente o judo tem esta magnificência. Desenvolve valores em nós, de uma forma que nem nos apercebemos e, só identificamos quando um se ri e os outros se riem também, mesmo sem saber o motivo ou, quando um chora e nos apercebemos que todos choram.

Apoiar os atletas portugueses

Mas foi um aparte, porque saímos cedo para assistir a uma prova de nível mundial, onde tivemos a oportunidade de ver combater os melhores do mundo, nesta modalidade que nos une. Entrámos cedo no pavilhão com o objetivo de apoiar, ao nosso melhor, os atletas portugueses que estariam em prova e, acho que nos saímos muitíssimo bem.

O ambiente era maravilhoso, os silêncios durante os combates eram aterradores e a divulgação dos vencedores pelos árbitros eram momentos incríveis. De perto, identificámos técnicas aprendidas nos treinos do JCMG, aprendemos outras que nos eram desconhecidas e …. sonhámos.

Os sonhos

Dos sonhos não falo, porque são inerentes a cada um de nós, mas o ambiente que nos rodeava proporcionou que deambulássemos na nossa imaginação e, cada um de nós fosse onde, no momento, queria ir.

Em algum momento do meu dia, confesso que não sei precisar qual exatamente, recordo que me lembrei o quanto deveria estar orgulhoso do meu país, porque a organização do evento era maravilhosa, tudo pensado ao pormenor, sem falhas ou pelo menos sem serem identificadas das bancadas.

Parece-me incrível, porque assistir ao Grand Prix de Portugal 2022 mostrou-me que os nossos treinadores são, visto conseguirem desenvolver em nós os valores que regem esta modalidade, que tanto adoro, sem que de tal nos apercebamos. Principalmente, a amizade e o respeito que estiveram presentes em cada minuto do nosso dia.


Luís Carqueijeiro

Judo Clube da Marinha Grande

Portanto, se partilhei o dia 29 de janeiro com amigos, é com os mesmos que partilho este artigo, porque é unânime o que nos une e, o que contou para nós esta experiência.

BRUNA | Marinha Grande

“Obrigada ao Professor João Teixeira, aos meus colegas e amigos, ao Judo Clube da Marinha Grande, a todos os judocas e a todos os outros que me proporcionaram este momento incrível, que nunca vou esquecer.

Obrigada!”

LAURA | Marinha Grande

“Sábado passado foi um dia inesquecível, não só porque adorei assistir ao evento, mas também pela convivência com os amigos. Não me esqueço do nosso Professor João, que quero agradecer imenso por ter feito este momento, e muitos outros mais, acontecer.

Muito obrigada a todos por terem contribuído para estes momentos!”


DJAMILA | Marinha Grande

“Foi a melhor experiência da minha vida e fazê-lo ao lado destas pessoas a quem chamo de segunda casa, ainda a tornou melhor. Estes atletas são o exemplo que quero seguir e agradeço ao Professor João por nos proporcionar estes momentos e nos direcionar sempre da melhor forma possível, com a ajuda do Mestre Saraiva.”

RODRIGO

Marinha Grande

“Pediram-me para descrever o dia de sábado, 29 de janeiro num pequeno resumo…, mas é impossível! Foi GIGANTE!!!

O que experienciámos ao longo do dia foi colossal… não dá para resumir ou encolher a emoção… nem a gratidão que sinto por ter tido esta oportunidade. Ver os melhores do mundo na modalidade que eu adoro, rodeado dos meus melhores amigos… fará parte das minhas memórias, sempre.

O silêncio no início de cada combate, o respeito no tatami, o vibrar de cada pega, o forte estrondo nas quedas, as palavras de apoio do público, as indicações dos Mestres e as lágrimas da minha amiga Djamila, do Judo Clube da Marinha Grande, quando o atleta brasileiro foi derrotado… tudo comprovava a autenticidade das emoções que ali sentíamos.

Só me resta agradecer ao Judo Clube da Marinha Grande por me ter proporcionado esta experiência. Continuarei, com orgulho, a participar ativamente nos projetos do meu clube, reconhecendo que sou um sortudo porque (A)Judo, ao mesmo tempo que estou com os meus amigos!

Obrigada!”

MARGARIDA | Marinha Grande

“Dias como este são únicos!

A amizade deste grupo é incrível, o que torna um simples momento em grandes momentos.”


Please follow and like us:
error
fb-share-icon

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.