PRAGA 2020 | Prata de Telma safa a primeira investida da armada de Praga

JUDO MAGAZINE | 19 de novembro 2020 | Campeonato da Europa Seniores PRAGA 2020

A medalha de prata de Telma Monteiro soa bem alto e a família do judo está em festa com mais um extraordinário resultado da judoca do Sport Lisboa e Benfica que esteve à beira de um feito ainda maior porque, na verdade, o ouro esteve perfeitamente aos seu alcance e fugiu-lhe por uma unha negra.

A jornada correu menos bem, ou melhor, as expetativas eram superiores aos resultados obtidos, sendo certo que elas se justificavam plenamente. Não era voluntarismo ou excesso de confiança admitir que os e as atletas mais consagrados da “Armada de Praga” tivessem ido mais longe. Mas o judo é assim mesmo. São circunstâncias e condições de expressão de capacidades reais que se tornam peculiares, em cada prova e em cada combate.

Os percursos dos atletas da seleção nacional foram curtos com a eliminação logo no primeiro ou segundo confronto (exceptuando Telma Monteiro):

Rodrigues Lopes, em -60kg, perdeu logo no primeiro confronto para Abuladze da Rússia, que viria a disputar a final com o seu compatriota Mshvidobadze e consequentemente conquistado a medalha de prata.

Rodrigo Lopes e S. Oleinic (em baixo)

João Crisóstomo perdeu com o ucraniano Zantaraia Georgii em -66kg enquanto que Sergiu Oleinic, que venceu o primeiro combate contra o húngaro Szegedi, perdeu de seguida com o israelita Flicker que chegaria à final.

Raquel Brito

Do lado feminino as representantes em -48kg cederam no primeiro embate, desta feita a jovem Raquel Brito foi derrotada pela experiente espanhola Martinez Abelenda e Catarina Costa que perdeu também contra uma espanhola, neste caso a Lapuerta Comas.

Joana Ramos em -52kg não ultrapassou a ucraniana Borodina e Wilsa Gomes, em -57kg, que venceu o seu primeiro combate contra Minenkova, foi afastada no segundo confronto pela russa Mezhetskaia.

Cada combate teve a sua história e até algumas nuances na arbitragem para acionar a terceira penalização que desclassifica o ou a atleta que a recebe, mas o que importará, no devido tempo realizar um balanço rigoroso da globalidade deste jornada, marcada principalmente pela prata de Telma.

Dia 20, segue a jornada dos pesos intermédios.

Telma Monteiro na final

Fotos © FIJ Carlos Ferreira e Gabi Juan

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *