Wagner tocou Crepúsculo dos Deuses para Fonseca

BUDAPESTE 2021 | Campeonatos do Mundo de Judo Seniores

Wagner venceu Ukemi (JPN) e na final derrotou Malonga (Fr). Sagrou-se Campeã do Mundo em -78kgs. Foi Wagner antecipatória para uma obra digna dos deuses. Ópera, sinfonia, sonata, lieder o encerramento da jornada com o bloco das finais das -78kgs e dos -100kgs teve um grande primeiro-violino: Jorge Fonseca.

Arrasador, Fonseca não deu margem a nenhum dos seus opositores. Como comentou Neil Adams o campeão do mundo português é hoje o competidor mais explosivo do circuito mundial. Com desempenhos mais tímidos nas provas intercalares, Fonseca chegou a este Mundial no máximo da sua força e capacidade de explosão.

Auto-confiança sem quaisquer reservas, diversidade de soluções do seoi-nage ao sode-tsuri-komi goshi e ao soto-makikomi, Jorge Fonseca venceu o seu adversário sérvio com um genial ko-uchi-gari, invertendo totalmente o sentido do seu ataque.

As vitórias sucessivas nas eliminatórias, nos quartos-de-final, na meia-final, a consagração numa final cheia de emoção, a festa habitual com dança à mistura ainda no tatami, a belíssima imagem das reações de atletas e dirigentes portugueses e georgianos celebrando em conjunto a vitória de Fonseca, tudo isto foi matéria suficiente para uma obra musical, wagneriana ou não, mas certamente épica como o compositor alemão promovia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *