22/06/2024

DOSSIÊ JUDO MAGAZINE Nº 1: BANDEIRA DA ÉTICA

ARTIGOS

Judo tem embaixadores de ética no desporto

@JM | 12 maio 2020

Quando associações e clubes da modalidade são valorizados pelos poderes públicos e lhes são associadas referências positivas que extravasam a mera atividade desportiva sentimos que está a ser feita justiça. De fato o judo tem destas coisas. Os seus contornos são difíceis de delimitar tendo em conta as várias práticas que ele incorpora. É desporto, sim claro, mas não só.

No 4Judo Project, judo combina com coesão social

©JM | 12 maio 2020

Visita aos projetos e clubes que foram certificados com a Bandeira da Ética CR|JM

A associação possui um banco de judogis para que todos possam praticar judo, independentemente, das possibilidades financeiras de cada um. Para os dinamizadores do projeto ajudar o próximo e, sobretudo, os mais desfavorecidos, de forma consciente e responsável, torna-se uma prioridade que toma forma, por exemplo, na angariação de produtos alimentares e de higiene, de roupa e de brinquedos na altura do Natal durante algumas das atividades.

Coerência é a alma da Turma dos Judokinhas

Atribuição recente da Bandeira da Ética pelo IPDJ é uma consequência natural de um projeto coerente em termos de responsabilidade social. Entrevista a Filipa Cavalleri e Renato Kobayashi.

@JudoMagazine | 20 de maio 2020

No judo, como noutras áreas da vida quotidiana, confirma-se que a conversa tende a ser como as cerejas. Viemos junto de Filipa Cavalleri e de Renato Kobayashi para aprofundar o tema da Bandeira da Ética, certificação atribuída pelo IPDJ que a Turma dos Judokinhas renovou recentemente, e acabámos por revisitar momentos relevantes da história do judo recuperando alguns modelos que marcaram a progressão da modalidade desde a sua fundação.

As formiguinhas do Quintal

@Judo Magazine |CR – 28 de maio de 2020 |Rota da Bandeira da Ética

Por detrás da certificação com a Bandeira da Ética do IPDJ há todo um trabalho estruturado com funções bem definidas para a implementação da estratégia relacionada com a ética no desporto.

No ano passado estive em Gonçalo. Uma freguesia do concelho da Guarda que se assume como a Capital da Cestaria. Fui acolhido na área central da localidade por artesãos e por representantes da autarquia local. Gente laboriosa e com profundo sentido das relações humanas. Acontece que desde que estabeleci contato com a secção de judo do GRG – Grupo Recreativo Gonçalvinhense não consigo desligar as duas terras. Pelo Gonçal que têm de comum e pelas formas de agir das pessoas envolvidas que revelam corações gigantes. A Bandeira da Ética, mais uma vez, serviu para irmos ao encontro dos pequenos tesouros que o judo esconde nos seus clubes e associações.

Marinha Grande fábrica-escola da cooperação

@JM |CR| 1 de Junho 2020

Já lá vai o tempo em que o judo era pensado e praticado na base das quatro paredes do dojo e era principalmente estruturado por dois campos fundamentais de atuação: os treinos e as competições. Hoje, com a evolução registada nos últimos tempos, podemos afirmar que a modalidade desenvolveu e consolidou um novo perfil, mais aberto e mais interativo com as comunidades de proximidade, tendo adquirido um estatuto peculiar entre os diversos desportos de combate. O que marca nesta progressão, ainda em curso, é a evidência de uma prática plural e integradora das dimensões educativas, sociais, culturais e necessariamente desportivas.

Kano, Bor e Aleixo, histórias ao descer da rua

@Judo Magazine | CR | 6 de junho 2020 | Rota da Bandeira da Ética | Judo Clube de Portimão

Aqui constrói-se o judo dos outros pódios. Sobem, para receber as medalhas, todos aqueles que ultrapassam as suas próprias barreiras, que atingem os seus objetivos apesar do ponto de partida se ter apresentado como inibidor de esperança de uma progressão minimamente consistente. São medalhas e cintos de ouro que representam vitórias por ippon. Um desfecho pleno, seguro, consistente de quem teve de, em primeiro lugar, derrotar a sua própria timidez, a sua falta de confiança, a inexistência de rumo e motivação para o seu percurso, a dificuldade de assumir diferenças, para ser igual.

WEBINAR

Presidente da FIJ felicita os clubes de judo portugueses

@ Judo Magazine | Mensagem do Presidente da Federação Internacional de Judo à Judo Magazine

Demos a conhecer à Comissão de Ética da FIJ – Federação Internacional de Judo os projetos e as iniciativas dos clubes portugueses que foram credenciados com a Bandeira da Ética e que colaboraram com a ©JM no relato das suas experiências, partilhando com aquele organismo internacional as peças escritas da nossa Revista Online e valorizando os diversos domínios das experiências do 4judoProject, da Turma dos Judokinhas, do Grupo Desportivo Gonçalvinhense – Secção de Judo, do Judo Clube da Marinha Grande e de Judo Clube de Portimão.